O que é obstetrícia: saiba tudo sobre essa especialidade

Antes de começarmos nossa conversa sobre o que é Obstetrícia, você precisa saber que essa é uma área da Medicina responsável por cuidar da reprodução humana para garantir uma boa taxa de nascimentos bem-sucedidos, assim como a proteção da vida das mulheres. Para que isso aconteça, o médico vai utilizar todos os conhecimentos e técnicas para identificar doenças e as possíveis complicações decorrentes dos procedimentos médicos e partos. 

O que acontece na consulta de um obstetra? Bem, esse é o profissional responsável pelo pré-natal das gestantes. Ele avalia riscos e solicita exames, como ultrassonografias e o exame da curva glicêmica. Também orienta sobre o parto para que a mulher faça suas escolhas e tenha o parto mais humanizado possível. Por fim, acompanha o período da lactação, entre outras funções.

Mas isso nos parece familiar, não é mesmo? Não seriam também atribuições do ginecologista? Como aqui no Brasil, um mesmo médico pode exercer as funções de ginecologista e obstetra, essas duas áreas médicas podem confundir o público em geral. E sabe por quê? Porque ambas andam juntinhas e fazem parte de uma mesma formação na especialização: a GO, Ginecologia e Obstetrícia

Considerando que se trata de uma das especialidades mais populares nos concursos de residência, é importante saber o que é obstetrícia

Primeiro, qual é a diferença entre Ginecologista e Obstetra?

O profissional é o mesmo, já que a formação das duas especialidades é casada. Mas as especialidades têm suas particularidades. É o seguinte: a Ginecologia trata da saúde dos órgãos do sistema reprodutor feminino, como vagina, útero, trompas, ovários e mamas, e vai cuidar de mulheres de todas as idades, desde a adolescência até a vida adulta. 

Agora, qual é a função do obstetra? A Obstetrícia lida com a reprodução humana, envolvendo todo o processo de gestação, o pré-natal, o parto e o pós-parto. Uma outra coisa que talvez poucas pessoas saibam é que o nome “obstetra” pode ser usado para indicar profissionais de áreas diferentes: tanto na enfermagem quanto na Medicina. Mas é somente o médico que pode realizar quaisquer procedimentos cirúrgicos. Entendeu melhor o que é obstetrícia?

Quanto ganha um médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia?

A Ginecologia e Obstetrícia é uma das especialidades mais completas e o médico pode ter sua atuação tanto clínica quanto cirúrgica. E, além das habilidades profissionais, essa é uma área em que a intimidade e a proximidade com as pacientes são muito frequentes, logo espera-se que esse profissional tenha sensibilidade e delicadeza no trato com as mulheres. Isso gera uma relação de confiança e uma importante propaganda boca a boca.

O dia a dia desse especialista tende a ser bem movimentado. Ele vai poder trabalhar numa rotina que vai de consultórios particulares a maternidades públicas ou privadas, além dos grandes hospitais que necessitam de um GO de plantão. 

Um Médico Ginecologista e Obstetra ganha, em média, R$ 6.341,65 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 23 horas semanais, de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto a dados oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web. Como base desse número, foi utilizado um total de 905 salários de profissionais admitidos e desligados pelas empresas no regime de CLT. E o teto salarial pode chegar até R$ 14.275,11 para os profissionais contratados. 

Aqueles médicos que optarem por trabalhar priorizando os atendimentos de urgência e emergência nas maternidades podem encher ainda mais rápido os cofrinhos! Sabia que os valores pagos por partos giram em torno de aproximadamente R$ 400 na rede pública, e podem valer de R$ 3 mil a R$ 5 mil na rede privada?

Como incrementar o salário na Ginecologia e Obstetrícia?

É claro que com maior know-how e com outras atividades remuneradas incluídas, como palestras, aulas em cursos de formação e atendimentos em mais de um consultório ou clínica, bem como associação aos planos de saúde e o regime de plantão, os rendimentos podem ser substancialmente aumentados. Ainda temos a opção dos muitos concursos públicos que são oferecidos pelos governos estaduais e municipais, além da carreira militar. 

A parte boa dessa especialidade é que, diferentemente de outras áreas da Medicina, há mais ofertas de vagas de trabalho fora das grandes cidades. É isso mesmo! Cidades pequenas do interior oferecem as melhores oportunidades. Sabe por que isso acontece? Porque a grande maioria dos profissionais especialistas em Ginecologia e Obstetrícia se fixa nas capitais e nos grandes centros, e acabam sobrando postos de trabalho no interior, onde da qualidade de vida tende a ser melhor e o médico tem mais possibilidade de acompanhar de perto suas pacientes, os partos e atendimentos pós-parto. 

Além de entender o que é obstetrícia, é importante saber o salário desse profissional para ingressar nessa área

A residência médica em Ginecologia e Obstetrícia 

Bom, agora que você já viu o que é Obstetrícia e conheceu as vantagens de se tornar um especialista em Ginecologia e Obstetrícia, vamos aos caminhos que te levam até o seu sonho. Há, atualmente, duas possibilidades: a residência médica e a prova de títulos. No primeiro caso, você deve ser aprovado em um exame de residência médica em uma instituição habilitada e cursar. A duração da residência médica em Ginecologia e Obstetrícia é de três anos, com acesso direto e com carga horária de estudos e treinamento prático em serviço de 60 horas semanais. Após a conclusão da residência, você recebe o título de especialista.

Durante esse período de três anos de treinamento em serviço, muitos médicos já vislumbram o futuro da profissão e buscam cursar algumas subespecialidades — afinal de contas, quanto mais conhecimento e especificidade o médico tiver, maiores são as suas chances de se destacar no mercado de trabalho.

13 subespecializações disponíveis hoje: Dor Pélvica; Climatério;Endocrinologia Ginecológica; Ginecologia Geral;Ginecologia Infantopuberal; Videohisteroscopia e Videolaparoscopia Ginecológica; Infecção Genital; Mastologia; Medicina Fetal; Oncologia Clínica e Cirúrgica; Patologia do Trato Genital Inferior; Planejamento Familiar; Reprodução Humana; Uroginecologia e Cirurgia Vaginal.

Mas ainda temos a alternativa em que os médicos podem comprovar experiência prévia na área e optar pela realização da prova de títulos, que é aplicada pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). Passando na prova e comprovando a experiência prática, também tem direito à titulação de especialista.

Mas já te adianto que não é nada fácil: o exame tem um nível de dificuldade bem elevado e vai exigir de você uma preparação bastante adequada. Normalmente quem busca por essa alternativa já tem uma pós-graduação e tem muita experiência na área. 

E você quer mesmo a residência, deve estar pensando: por onde eu começo? Pela preparação! E olha a boa notícia: a residência em Ginecologia e Obstetrícia é uma especialidade de acesso direto e diversas instituições no país oferecem centenas de vagas, todo ano. Você já pensou em fazer GO em São Paulo? Então, pode conferir aqui as principais escolas para você realizar o seu sonho, além de conhecer as entrevistas que fizemos com residentes da Unifesp, da USP e da USP-RP. Você também pode dar uma olhada nas opções de hospitais do SUS

E se você vai começar a se preparar para encarar a prova de residência médica, sugiro dar uma olhada no nosso e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência para já começar com o pé direito, já vencendo os bloqueios mentais que atrapalham seus estudos e te impedem de ser aprovado na residência médica dos seus sonhos!

Curtiu o texto? Que tal considerar essa especialidade para o seu futuro?

Essa pode ser a residência médica dos seus sonhos! E que tal ficar pronto pras provas de residência em Ginecologia e Obstetrícia? Saiba que ainda dá tempo de se preparar e conquistar seu objetivo. E conta com gente nessa empreitada! Aqui a parceria é forte! Na Academia Medway você encontra tudo, tudo mesmo, sobre o que você precisa saber pra mandar muito bem nas provas de residência de todo o país. 

E se você quer saber como passar na residência em Ginecologia e Obstetrícia, não perde mais tempo não! Inscreva-se no Extensivo-SP e tenha a melhor preparação para as provas de residência médica de São Paulo, com videoaulas ao vivo e gravadas, material online, simulados e um app com milhares de questões das principais instituições do país. Bora pra cima! Vamos estudar juntos! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.