Carregando

Oncologia: saiba tudo sobre a especialidade médica

Antes mesmo de iniciar a graduação em Medicina, muitas pessoas já possuem uma noção a respeito da área que desejam seguir em suas carreiras, principalmente após adquirir vivência e conhecimentos sobre os nichos importantes, como a Oncologia. O que você conhece sobre essa especialidade?

Para compreender o que é Oncologia, primeiro, é necessário saber que a área é uma das mais complexas da saúde, principalmente por exigir a participação constante de outras especialidades na realização do atendimento dos pacientes e dos tratamentos necessários.

Por isso, continue a leitura para saber as principais particularidades da área, como as funções do profissional, a atuação, a especialização e outros detalhes essenciais para iniciar sua carreira profissional com conhecimentos indispensáveis a respeito dessa especialidade tão importante.

O que é Oncologia?

A Oncologia é o ramo da ciência que estuda as principais neoplasias, isto é, o crescimento de um tumor que pode ser benigno ou maligno. Sendo assim, a especialidade também estuda o desenvolvimento do câncer no organismo do ser humano e realiza o tratamento de acordo com o caso.

Como citado, é uma área em que a colaboração de outras especialidades é mais que necessária. Isso porque não só o desenvolvimento da doença pode ser complexo, mas o tratamento também requer maior atenção, uma vez que pode desencadear o surgimento de novas doenças e diversos efeitos colaterais.

Nesse caso, o tratamento do câncer é realizado com a participação da equipe multidisciplinar, formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, farmacêuticos, nutricionistas, assistentes sociais, entre outros. Assim, todas as áreas que compõem a equipe participam ativamente dos atendimentos de pacientes oncológicos.

O profissional capacitado para realizar o atendimento desses pacientes é conhecido como médico oncologista. Responsável pela abordagem geral, ele possui os conhecimentos sobre os diferentes tipos de câncer e o impacto de cada um deles no organismo das pessoas.

As áreas da Oncologia

A especialidade é dividida em três principais áreas: clínica, cirúrgica e por radiação. Cada uma das subespecialidades possuem abordagens específicas, adequadas para as diferentes doenças e patologias.

Oncologia clínica

A Oncologia clínica é voltada exclusivamente para procedimentos mais simples de tumores e cânceres. Em uma abordagem geral, a especialidade utiliza tratamentos medicamentosos para os cuidados com os pacientes.

Nesse caso, são comuns a prescrição e a realização de procedimentos como quimioterapia, imunoterapia, hormonioterapia e terapia biológica. É importante lembrar que o atendimento de pacientes com câncer deve sempre ser individualizado, visando as necessidades de acordo com o tipo de câncer.

Oncologia cirúrgica

Esta subespecialidade tem como intuito realizar procedimentos cirúrgicos para a eliminação de tumores associados aos diferentes tipos de câncer. O profissional oncologista também é responsável pelo diagnóstico de um tumor, por meio da biópsia.

Como a maioria dos pacientes necessita de intervenção cirúrgica durante o tratamento do câncer, a prática é muito comum não só para remover os tumores malignos como prolongar a vida do paciente.

Oncologia por radiação

A Oncologia por radiação, ou radioterapia, é o tratamento realizado de forma segura e eficiente em localidades específicas. Nesse caso, o objetivo da subespecialidade é retardar o desenvolvimento do tumor e eliminar as células cancerígenas, que podem se multiplicar de forma descontrolada no organismo.

Assim como na Oncologia clínica, alguns procedimentos rádio-oncológicos são realizados para promover a longevidade de pacientes por meio do alívio de alguns sintomas da doença, caso não seja possível eliminar o tumor por completo.

Especialização em Oncologia

A residência em Oncologia possui duração de três anos e faz parte das especialidades com pré-requisitos. Se você deseja ingressar na residência da área e  realizar concursos públicos para as principais instituições que oferecem vagas para a especialidade, é importante possuir o título de especialista em clínica médica.

No primeiro ano, é comum que o foco seja a avaliação de pacientes que ocupam unidades de internação, enquanto os outros períodos são mais voltados para atendimentos ambulatoriais. Como não há a possibilidade de subespecialização da área no Brasil, muitas pessoas buscam complementar os conhecimentos no exterior.

A Oncologia é uma especialidade que sempre esteve em constante evolução, por esse motivo, abrange muitas possibilidades para o profissional formado na área. Esse ramo da Medicina pode trazer retornos financeiros e pessoais adequados, de acordo com a carreira que o profissional desejar.

Outra grande vantagem da especialização em Oncologia diz respeito à atuação cotidiana do profissional com a equipe multiprofissional. O médico oncologista estabelece contato com profissionais de saúde de diferentes áreas, favorecendo a troca de experiências e estudando casos mais complexos.

Conte com a nossa ajuda para sua aprovação!

Sabemos que o caminho para a aprovação nos principais concursos e programas de residência médica costumam ser difíceis. Como citado, alguns cursos têm como requisito o título de uma especialização prévia, como é o caso da Oncologia. Pensando nisso, que tal conhecer mais sobre os ciclos da R3? Aproveite!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.