Carregando

Qual é a carga horária do internato de Medicina?

Entrar na faculdade de medicina é sonho de muita gente, mas depois de passada a primeira grande etapa, ainda há mais ciclos a serem vencidos. A graduação em Medicina tem duração de 6 anos que são divididos em ciclos de 2 cada um: o primeiro ciclo é o chamado Ciclo Básico, no qual o aluno tem tem seu contato inicial com a carreira e vai aprender a lidar com diversas demandas relacionadas à saúde e conhecer de forma integral o funcionamento da Anatomia e Fisiologia humanas, os segundo e terceiro anos são focados em atividades de cunho mais prático e matérias como Semiologia e Patologia são as mais estudadas. Ele é denominado de Ciclo Clínico.

Finalmente, passados esses 4 anos, na reta final do curso, já com uma bagagem de conhecimentos teóricos maior durante a formação, o aluno vai ter a oportunidade de botar a mão na massa: é chegado, então, o momento do internato. Mas qual é a carga horária do internato de Medicina segundo o Ministério da Educação (MEC)? Pra tirar essa e outras dúvidas sobre essa fase pra lá de importante na vida de quem está estudando pra se tornar um médico, vem comigo que eu te conto!

O que é internato?

Este é o último ciclo do curso de graduação de medicina no qual o aluno vai passar por vários estágios supervisionados nas mais diversas áreas de atuação. O objetivo nesta etapa da vida de quem escolheu a medicina como profissão é consolidar todo o aprendizado adquirido ao longo de sua formação na prática do atendimento à pacientes, além de dar a oportunidade ao futuro médico de vislumbrar como será o seu dia a dia depois de formado, isso sem falar do desenvolvimento real de competência sociointerativas e práticas de assistência à saúde nas mais variadas situações. 

Como parte integrante do curso de graduação, o internato é um estágio obrigatório, com disciplinas teóricas, mas com foco maior na prática e todo o processo é supervisionado por professores, não podendo o aluno atuar como médico generalista: é uma etapa de aprendizado. 

E são muitas as atividades pertinentes ao aluno neste ciclo: ele pode realizar exames e fazer a triagem de pacientes, auxiliar em procedimentos clínicos e cirúrgicos em diferentes graus de complexidade e sempre supervisionados por um professor. 

Afinal, como funciona a carga horária do internato de Medicina segundo o MEC?

Durante toda a graduação em Medicina a carga horária de estudos é intensa e não espere por nada diferente disso no internato. Todo esse rigor é pra estimular as práticas de estudo independente para o aluno conseguir atingir uma progressiva autonomia intelectual e profissional. 

Nos anos finais do curso, os estudantes são divididos em grupos e rodam seus estágios nas principais especialidades médicas durante algumas semanas, para aprender na prática e com a ajuda de outros profissionais e também professores. Não significa que não há aulas teóricas, mas são menos. Essa fase prática pode acontecer em Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou em hospitais universitários da própria instituição ou conveniados. Há algumas universidades que possuem o internato rural, no qual os estudantes podem ficar durante meses em zonas rurais próximas ao campus para concluir essa fase de aprendizado prático. De qualquer maneira, os internos — como são chamados os estudantes nesta etapa da faculdade de medicina — são supervisionados por um responsável médico, que pode ser um especialista ou até mesmo um residente. 

O internato é um estágio prático que tem como principal objetivo encorajar o reconhecimento de conhecimentos, das habilidades e competências adquiridas durante os 4 anos anteriores. As diretrizes do MEC estabelecem que a carga horária mínima do estágio curricular deve atingir 35% da carga horária total do curso de graduação em Medicina com base no Parecer/Resolução específico da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, e que o estágio curricular obrigatório de treinamento em serviço incluirá necessariamente aspectos essenciais nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia, Ginecologia-Obstetrícia, Pediatria e Saúde Coletiva. Ele deve incluir atividades no primeiro, segundo e terceiro níveis de atenção em cada área. Ao todo são 13 atividades que devem ser eminentemente práticas e sua carga horária teórica não poderá ser superior a 20% do total por estágio.

Apesar da orientação do MEC, a decisão sobre todo o cronograma de estudos e prática no internato acaba ficando sob a responsabilidade de instituição de ensino superior em Medicina, mas já fique sabendo que a carga horária no quinto e sexto anos por ultrapassar as duas mil horas anuais! Isso porque uma grande parte desse período vai ser dedicado a plantões. A jornada semanal de prática no internato vai incluir plantões de até 12 horas diárias, mas não pode ultrapassar o limite de 40 horas semanais segundo os termos da Lei Federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, que é a Lei do Estágio. 

O Internato prepara para a vida

Ao longo dessa fase, o estudante aprende sobre a prática médica, mas é importante ressaltar que apenas esse período não é suficiente para tudo que ele enfrentará ao longo da sua vida profissional, dependendo de cada caso. Para aqueles que desejam se especializar em alguma área, é importante pensar em fazer uma residência médica, que dará treinamento em serviço em uma área específica, algo que também pode impulsionar uma carreira.

Mas o internato é sem dúvida nenhuma, uma das etapas mais importantes para os estudantes de Medicina e aproveitá-la da melhor maneira vai resultar em uma boa formação para o mundo lá fora, a vida real de médico que os estudantes tanto anseiam. 

O internato prepara para a vida, mas você também tem que estar preparado para ele! E é por isso que nós, sabendo que o internato é uma etapa que causa insegurança em muitos alunos, criamos o Curso Gratuito de Internato! Com 16 aulas em um só módulo, ele vai aprimorar os seus conhecimentos e você estará pronto para enfrentar todos os desafios que aparecerem pela frente ao longo dessa jornada. Clique AQUI e se inscreva já!

E aí? Curtiu saber qual a carga horária no internato?

E pra quem quer reforçar os conteúdos da graduação, saiba que já pode começar estudando por questões filtradas por temas e graus de dificuldade. O caminho pra isso é o app da Medway. Se você quer mais conteúdo de qualidade sobre o universo médico e das residências, então vem pra Academia Medway. É lá que você vai encontrar lá centenas de conteúdos gratuitos, artigos, e-books, guias e entrevistas que vão te ajudar a entender melhor como é a vida de quem faz a medicina a sua missão, como este aqui com as 5 dicas para estudar para a residência médica.

 Vamos estudar juntos? Bora cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
MicaelHamra

Micael Hamra

Nascido em 1991, médico desde 2015, formado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA) e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) finalizada em 2018. "Nunca quis seguir o fluxo. Sempre acreditei que existe uma fórmula do sucesso para cada um de nós. Se puder conquistar sua mente, poderá conquistar o mundo."