Carregando

Residência da FEPECS: saiba tudo sobre a especialização

Se você mora ou pretende morar no Distrito Federal, a residência da FEPECS pode ser uma ótima alternativa para ingressar na carreira médica. Afinal, os programas oferecidos envolvem diversas especialidades e hospitais de referência da região Centro-Oeste do país.

FEPECS é a sigla para a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, órgão público vinculado à Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e mantenedor da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS). Saiba mais sobre a residência médica oferecida pela instituição.

Como a residência da FEPECS funciona

Os programas da residência da FEPECS são administrados pela ESCS, instituição pública de ensino criada para promover projetos educacionais e pesquisas científicas na área da saúde, tal como cursos de graduação e pós-graduação, de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).  

Por meio da ESCS, a FEPECS organiza um processo seletivo unificado, que oferece centenas de vagas nos programas de residência médica de mais de dez hospitais públicos do Distrito Federal, ligados à Secretaria de Saúde do estado.

A residência da FEPECS tem carga horária anual de 2.880 horas, divididas entre prática e estudos teóricos. A duração de cada programa varia de 2 a 5 anos, dependendo da especialidade escolhida pelo candidato. Entre os benefícios oferecidos, estão bolsa de estudos e auxílio-moradia.

Onde fazer a especialização?

A residência da FEPECS oferece vagas em programas de diversas instituições ligadas à SES-DF. Entre elas, há hospitais de referência, que possibilitam a realização de procedimentos de alta complexidade. Conheça as opções de unidades de saúde onde você pode se especializar;

  • COREME da SES-DF;
  • Hospital de Base do Distrito Federal (IGESDF);
  • Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB);
  • Hospital Materno-Infantil de Brasília (HMIB);
  • Hospital Regional da Asa Norte (HRAN);
  • Hospital Regional de Ceilândia (HRC);
  • Hospital Regional do Gama (HRG);
  • Hospital Regional do Paranoá (HRPa);
  • Hospital Regional de Santa Maria (HRSM);
  • Hospital São Vicente de Paulo (HSVP);
  • Hospital Regional de Sobradinho (HRS);
  • Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Especialidades oferecidas pela residência da FEPECS

A residência da FEPECS disponibiliza vagas em dezenas de especialidades de acesso direto ou com pré-requisitos, nas diversas unidades de saúde vinculadas à SES-DF. Para facilitar a sua escolha de carreira médica, relacionamos todas as opções aqui.

Especialidades de acesso direto

As especialidades de acesso direto não exigem pré-requisitos dos candidatos, que podem ingressar nos programas logo após concluírem a graduação de Medicina. Há diversas áreas com esse critério disponíveis na residência da FEPECS, como você pode conferir abaixo.

  • Acupuntura;
  • Anestesiologia;
  • Área Cirúrgica Básica;
  • Clínica Médica;
  • Cirurgia Geral;
  • Genética médica;
  • Infectologia;
  • Medicina de Emergência;
  • Medicina de Família e Comunidade;
  • Medicina Intensiva;
  • Medicina Preventiva e Social;
  • Medicina do Trabalho;
  • Neurocirurgia;
  • Neurologia;
  • Obstetrícia e Ginecologia;
  • Oftalmologia;
  • Ortopedia e Traumatologia;
  • Patologia;
  • Pediatria;
  • Psiquiatria;
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

Especialidades com pré-requisito

A residência da FEPECS oferece vagas em diversas especialidades com pré-requisitos, que exigem uma especialização prévia para o ingresso. Entre as alternativas, há áreas de alta complexidade, possibilitadas pela estrutura das unidades de referência ligadas à SES-DF.

  • Alergologia e Imunologia Pediátrica;
  • Cardiologia;
  • Cardiologia Pediátrica;
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo;
  • Cirurgia Pediátrica;
  • Cirurgia Plástica;
  • Cirurgia do Trauma;
  • Cirurgia Torácica;
  • Cirurgia Vascular;
  • Coloproctologia;
  • Ecocardiografia;
  • Eletrofisiologia Clínica Invasiva;
  • Endocrinologia;
  • Endocrinologia Pediátrica;
  • Endoscopia Ginecológica;
  • Endoscopia Respiratória;
  • Gastroenterologia;
  • Gastroenterologia pediátrica; 
  • Hematologia e Hemoterapia;
  • Hematologia e Hemoterapia Pediátrica;
  • Hepatologia;
  • Infectologia Pediátrica;
  • Mastologia;
  • Medicina Fetal;
  • Medicina Intensiva Pediátrica; 
  • Medicina Paliativa;
  • Nefrologia;
  • Nefrologia Pediátrica;
  • Neonatologia;
  • Oncologia Clínica;
  • Oncologia Pediátrica;
  • Pneumologia;
  • Psicogeriatria;
  • Psicoterapia;
  • Psiquiatria da Infância e da Adolescência;
  • Reumatologia;
  • Reumatologia Pediátrica;
  • Transplante Renal;
  • Urologia.

Como o processo seletivo funciona

O edital da FEPECS é publicado no último trimestre do ano, com número de vagas definido a cada edição. O processo seletivo para 2021 contou com 446 vagas, enquanto o de 2022 disponibilizou 520 colocações para residência médica nas diversas instituições envolvidas.

A seleção é unificada, o que significa que o candidato realiza apenas uma prova para concorrer a vagas em várias unidades de saúde ligadas à SES-DF. No entanto, é preciso escolher até dois locais de ensino e assinalar a ordem de preferência.

A prova objetiva, de caráter eliminatório, vale até 120 pontos, sendo que cada questão respondida de forma correta vale 1 ponto, e cada resposta errada elimina 0,5 ponto dos obtidos pelo candidato. Por isso, não deixe de focar nos estudos para essa etapa tão importante!

Embora a análise de currículo valha apenas 12 pontos, há 11 critérios diferentes de avaliação para a documentação apresentada. Os valores variam de acordo com o critério. Enquanto cada participação no congresso vale 0,1 ponto, há 0,5 ponto por premiação em área médica.

Como se preparar para o processo seletivo da FEPECS

O processo seletivo para a residência da FEPECS é bem puxado. Por isso, não deixe para estudar na última hora! Com os nossos cursos preparatórios, você tem acesso a aulas e materiais para organizar seus estudos e se destacar nas principais instituições de saúde.

Conte com os nossos conteúdos gratuitos da Academia Medway, em que você encontra minicursos e e-books com várias questões importantes abordadas nas seleções de residência médica. Confira e aproveite!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.