Carregando

Residência médica da UFPA: conheça os programas de especialização

A tão sonhada especialização pode ser feita em diversas instituições espalhadas pelo país ou no exterior. Por mais que algumas se destacam na região Sudeste, a residência médica da UFPA sai na frente em qualidade, mesmo não sendo tão disputada. 

O programa de residência médica é um diferencial que os médicos podem ter após concluir a graduação. São tantas especialidades disponíveis para seguir carreira que, inclusive, há a possibilidade de fazer uma subespecialização futura. Quer saber mais? Então, continue a leitura!

Conheça mais sobre a universidade

A Universidade Federal do Pará foi criada em 1957, durante o governo de Juscelino Kubitschek. Ela começou com 7 cursos variados para quem desejava estudar em Belém: Ciências Econômicas, Contábeis e Atuariais, Direito, Engenharia, Farmácia, Filosofia, Letras, Medicina e Odontologia. 

Atualmente, a UFPA possui 36 bibliotecas universitárias, 2 hospitais universitários e 1 escola de aplicação. Essas estruturas favorecem o ensino durante a graduação e os programas de residência médica, em que é necessário ter um local adequado para colocar o conhecimento em prática.

Por mais que as vagas da instituição sejam menos concorridas comparadas com as universidades na região Sudeste, a procura é cada vez maior. No processo seletivo de 2021, foram 152 aprovados de um total de 1.506 candidatos. Esse foi o maior número de inscritos no concurso da universidade até o momento. 

Residência médica da UFPA

A residência médica da UFPA tem atividades desenvolvidas no Hospital Bettina Ferro de Souza (HUBFS) e no Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB). No primeiro, as especialidades em foco são Clínica Médica, Cirurgia Geral, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cardiologia, Endocrinologia, Dermatologia, Infectologia e outras. 

No segundo hospital, são realizados os atendimentos de Oftalmologia e Otorrinolaringologia à saúde da criança e do adolescente. Nessa unidade, o treinamento prático de Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia é aplicado durante a residência médica.

O processo seletivo do programa é composto por uma prova objetiva e uma análise curricular. Os detalhes sobre inscrição, critérios de avaliação, instruções da prova e conteúdos que podem ser cobrados são divulgados no edital, por meio do site da instituição. 

Além da residência médica da UFPA, a universidade tem vagas para o programa de residência multiprofissional e área profissional da saúde (PRMPS). Ele é um ensino em serviço no formato de pós-graduação lato sensu com duração de dois anos. 

Prova objetiva

Todos os processos seletivos de residências exigem primeira fase teórica com questões de múltipla-escolha. O futuro médico residente deve estar atento aos conteúdos para acertar o máximo de questões, já que essa etapa é eliminatória. Quanto menos o candidato errar, maiores são as chances de seguir no concurso.

A prova é composta por 100 questões divididas igualmente entre as especialidades de Cirurgia Geral, Clínica Médica, Medicina Preventiva e Social, Obstetrícia e Ginecologia e Pediatria.

Nas provas para especialização com pré-requisito, são apenas 20 questões com conteúdos voltados para a residência já concluída e exigida. Por exemplo, se a exigência for a conclusão em Clínica Médica, essa será a temática central, e o médico terá mais domínio pela experiência adquirida anteriormente. 

Avaliação curricular

Segundo o edital da residência médica da UFPA, a fase de avaliação de currículo é realizada pelos candidatos que acertarem no mínimo 50% da prova objetiva. Eles devem comprovar a formação acadêmica. Cada item listado tem uma pontuação.

Alguns critérios de avaliação que pontuam são: divulgação de atividade em reunião científica, monitoria em disciplina da área médica e presença em encontro científico. Eles devem ser comprovados por documentação enviada pelo sistema on-line. 

Como cada item possui uma pontuação específica, que totaliza 100 pontos, há um limite de documentos a serem enviados. O futuro residente só pode enviar até 6 comprovantes de cursos. Em cursos de língua estrangeira o limite vai até 2, desde que o curso tenha carga horária superior a 150 horas.

Especialidades de acesso direto

Como o próprio nome diz, as especialidades de acesso direto permitem que o candidato se inscreva apenas com a conclusão da graduação em Medicina.  Entre elas, estão as áreas gerais, que se tornam requisitos, e outras listadas abaixo:

  • Clínica Médica;
  • Cirurgia Geral;
  • Pediatria;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Anestesiologia;
  • Dermatologia;
  • Infectologia;
  • Oftalmologia;
  • Otorrinolaringologia;
  • Medicina de Família e Comunidade.

Especialidades com pré-requisitos

As especialidades com pré-requisitos podem ser concorridas por aqueles que já concluíram outra residência anteriormente. A exigência é feita por uma relação direta entre a área escolhida como subespecialização e uma grande área (Clínica Médica e Cirurgia Geral). 

Na UFPA, o requisito de Clínica Médica é solicitado para Endocrinologia, Geriatria e Pneumologia. Para Cirurgia Geral, a opção disponibilizada é o programa de cirurgia do aparelho digestivo. 

A quantidade de vagas reservadas para essas especialidades é menor, com três para cada, no máximo. Por isso, os candidatos devem estar bem preparados para ter mais chances de aprovação.

Como se preparar para as provas?

Um dos segredos para a preparação de qualquer prova é a organização, tanto do tempo quanto das tarefas. O tempo deve ser distribuído de forma que o estudante não fique sobrecarregado e consiga ter momentos de lazer. Ainda sim, é preciso ser suficiente para estudar tudo o que está no planejamento. 

O plano de estudos é outro item essencial. Com ele, o futuro residente pode se organizar por temas e, se for necessário, alterar após o resultado de simulados, que mostram os erros e os assuntos que devem ser revisados. 

Além dos simulados, as provas anteriores podem ajudar ainda mais. Isso porque, ao realizá-las, o candidato se prepara com o mesmo modelo de questões, percebe os assuntos recorrentes e observa como eles são cobrados. 

Estude para a residência com a gente!

Quer fazer a residência médica da UFPA ou de outras instituições, mas não sabe por onde começar a estudar? Então, conte com nossos cursos! Aqui, você tem acesso a videoaulas, apostilas e simulados exclusivos. Ainda é possível tirar dúvidas com um time de professores especialistas em diversas áreas. Aproveite essa oportunidade!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
Ana KarolineBittencourt Alves

Ana Karoline Bittencourt Alves

Catarinense nascida em 1995, criada em Imbituba e apaixonada por uma praia. Formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2018, com residência em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (USP-SP 2019-2021) e professora de Clínica na Medway. "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender" - Paulo Freire.