Carregando

Residência médica na Fundação Pio XII – Hosp. Barretos pelo SUS-SP

Você pretende fazer a sua residência médica na Fundação Pio XII? Vem com a gente! A Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos é a instituição de saúde e ensino em câncer mais completa da América Latina. Seus princípios mais marcantes são o atendimento humanizado e a formação de profissionais que trabalham com amor e dão o melhor de si todos os dias. O carinho e a compaixão ajudam os pacientes a enfrentar esse momento tão difícil com mais leveza e conforto.

O Hospital dispõe de aparelhos altamente tecnológicos para a detecção de doenças com assertividade, rapidez e precisão. Também, utiliza o melhor da tecnologia contemporânea para a realização de cirurgias minimamente invasivas. Ou seja, o Hospital oferece as cirurgias e os tratamentos mais avançados do mundo gratuitamente, para os pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). Aproveite a leitura deste texto para saber tudo sobre a residência na Fundação Pio XII!

A História da Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos

Com o apoio da Fundação Pio XII, nos anos 60, o Hospital de Câncer de Barretos foi construído no interior do estado de São Paulo. A escolha de criar um Hospital no centro da cidade de Barretos foi muito inteligente, porque a população local tinha que se deslocar até a capital para receber um atendimento médico oncológico especializado. Para muitos cidadãos da região era muito difícil ter acesso a tratamentos de qualidade.

No começo, era um Hospital pequeno que contava apenas com uma equipe formada pelo casal de médicos fundadores do Hospital (Dr. Paulo Prata e Dra. Scylla Duarte Prata) e mais outros dois médicos (Dr. Miguel Gonçalves e Dr. Domingos Boldrini). Os quatro se dedicaram completamente ao trabalho no Hospital, sem folgas. Esse trabalho árduo possibilitou o crescimento e o desenvolvimento do Hospital.

O atendimento e o serviço oferecido era tão bom que o pequeno Hospital não suportava mais o número exorbitante de pacientes que recebia diariamente. Mediante a essa situação, foi doado ao Hospital um grande espaço nos arredores da cidade para começar a construção da ampliação da instituição de saúde. Quando terminaram as obras, o Hospital pôde atender mais gente e nunca mais parou de crescer.

No final dos anos 1980, o Senhor Henrique Prata, filho dos fundadores, se torna o diretor-geral do Hospital e eleva a ideia filantrópica de seus pais a um patamar maior. Com o auxílio de investidores locais, o Hospital ganhou novas alas, novos pavilhões e passou a oferecer novas formas de tratamento e cirurgias. Hoje, o Hospital leva o amor em seu nome e tem os melhores recursos do mundo para cuidar de seus pacientes.

As estruturas e os números do Hospital de Câncer de Barretos

O Hospital de Amor (o nome recente do Hospital de Câncer de Barretos) trata crianças e adultos. Sua estrutura é composta por departamentos médicos da melhor qualidade! Ele reúne Centros Cirúrgicos com aparelhos de alta tecnologia, atendimentos especializados de Oncologia Clínica, Radioterapia, Radiologia, Medicina Nuclear, faz exames preventivos (mamografia, colonoscopia, entre outros) e muitos mais serviços.

A instituição conta com quase 5.400 parceiros que colaboram para a manutenção, a evolução e o bom funcionamento do Hospital e seus outros projetos espalhados por várias cidades do Brasil. Sobretudo, o objetivo da instituição é promover e aumentar a abrangência de seus serviços para o máximo de pessoas em território nacional. O compromisso do Hospital é com a saúde e o bem-estar de todos.

O Hospital de Amor já atendeu mais de 1 milhão de pacientes, realizou mais de 250 mil quimioterapias e distribui quase 10 mil refeições diárias para os seus pacientes. Tudo isso, gratuitamente, com ajuda de doações e do SUS. Além das unidades fixas da instituição, como a de Barretos, o Hospital do Amor tem unidades móveis que alcançam 2.360 cidades brasileiras e facilitam o acesso à saúde para centenas de brasileiros.

Nesses tempos tão difíceis que estamos vivendo, de pandemia do vírus COVID-19, as unidades móveis do Hospital de Amor estão sendo fundamentais para evitar a aglomeração de pessoas na matriz, em Barretos, e para ajudar a manter as normas de biossegurança determinadas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). As unidades móveis são carretas que atendem as pessoas gratuitamente.

A residência médica na Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos

Durante a residência médica na Fundação Pio XII, o médico cumpre a carga horária máxima de sessenta horas semanais — aprendizado prático e teórico — e trinta dias de férias. Oferece uma bolsa de quase 4 mil reais por mês. Todo esse tempo serve para que o médico se torne um especialista em oncologia e para que o residente tenha a oportunidade de aprender com os melhores profissionais da Medicina brasileira e mundial.

A Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos é um Hospital voltado para a educação médica e viabiliza mais de 80 vagas anuais para o programa de residência médica. A instituição conta com residências médicas em todas as especialidades da Medicina inerentes a tratamentos e procedimentos cirúrgicos de câncer. Dessa forma, abrange todas as necessidades de seus alunos e pacientes. Tais áreas médicas são:

  • Anestesiologia;
  • Cancerologia Cirúrgica;
  • Cancerologia Clínica;
  • Cancerologia Pediátrica;
  • Cirurgia de Cabeça e Pescoço;
  • Endoscopia;
  • Mastologia;
  • Medicina da Família e Comunidade;
  •  Medicina Intensiva;
  • Medicina Nuclear;
  • Medicina Paliativa;
  • Patologia;
  • Radiologia;
  • Diagnóstico por Imagem;
  • Radioterapia;
  • Transplante de Medula óssea.

Os médicos residentes são educados por mais de 200 orientadores médicos especialistas e experientes que se dedicam há anos de forma exclusiva para o trabalho e as metas da Fundação Pio XII. Todos Mestres e Doutores em Medicina. Resumidamente, é correto afirmar que a instituição de ensino oferece ao residente a melhor experiência e os melhores conteúdos no decurso da jornada da pós-graduação.

Além do mais, o sistema de residência médica na Fundação Pio XII tem o credenciamento e a garantia de qualidade dos maiores e mais respeitados órgãos governamentais responsáveis pela regulamentação de ensino da Medicina. O que é um grande diferencial que faz com que a Fundação se destaque das demais instituições de saúde e educação brasileiras e estrangeiras.

O processo seletivo de residência médica do SUS-SP

O processo seletivo de residência médica SUS-SP é o exame com mais candidatos, vagas e especialidades de Medicina de todo o país. Geralmente, cada edição da prova conta com mais de 12 mil inscritos e tem mais de 49 universidades e instituições que adotam o sistema para selecionar médicos residentes que querem atuar em suas diferentes áreas médicas.

A prova de residência médica na Fundação Pio XII pelo SUS-SP

A primeira etapa do exame é uma prova objetiva que serve para classificar e eliminar. Depois, acontece uma análise curricular do candidato e uma entrevista de cunho classificatório. Por isso, além de mandar bem na primeira fase, o candidato deve apresentar um currículo excelente e cheio de habilidades. Para a entrevista, o candidato tem que demonstrar simpatia e uma boa articulação com as palavras.

A concorrência por especialidade na edição de 2021

A concorrência para a residência médica na Fundação Pio XII é muito alta. Contudo, a instituição oferece diversas oportunidades para várias especialidades. Na Edição de 2021, por exemplo, foram 12 vagas de Cancerologia Clínica, 5 vagas de Radiologia e Diagnóstico, 8 vagas de Anestesiologia, 4 vagas de Medicina Intensiva, 2 vagas de Mastologia, 2 vagas de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e muito mais.

Como funciona o sistema de leilão de vagas no SUS?

A classificação de candidatos/vagas no SUS ocorre na forma de um “leilão”. Isto é, os participantes que tragam as notas mais altas podem decidir primeiro que os outros candidatos qual é a instituição e vaga que vão ficar. Todo o sistema é organizado e separado de acordo com as qualificações de cada candidato! Portanto, para conseguir fazer a sua residência médica na Fundação Pio XII, você tem que ter uma nota bem alta.

Sabendo dessas informações, você já tem uma noção do que vai encarar no processo seletivo do exame de residência médica na Fundação Pio XII, não é mesmo? Por essas razões, estude muito e foque nos detalhes das matérias da prova. Não se esqueça que para ter excelentes chances de trabalho na Medicina, é importante que você seja um médico especialista e muito habilidoso.

A preparação para a prova de residência médica é uma experiência complicada e repleta de aprendizados que vão acrescentar muitíssimo na sua bagagem profissional e acadêmica. Porém, você vai enfrentar momentos difíceis e vai ter que superar a grande concorrência de candidatos para poucas vagas. Mas não se assuste! Se você se dedicar aos estudos, uma vaga de residência médica na Fundação Pio XII vai ser sua.

Gostou do texto? Então, para se preparar bem para as provas de residência das instituições de ensino de São Paulo, conheça o Guia Estatístico do SUS-SP e o Guia Definitivo do SUS-SP. Também, para se preparar totalmente, entre para a Academia Medway! Lá, o estudante encontra o apoio que precisa com diversos materiais gratuitos e exclusivos. Igualmente, é válido participar do Intensivo São Paulo — um curso especial, que acontece a partir do meio do ano e traz conteúdo bem direcionado para provas de São Paulo. Boa sorte!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.