Carregando

Residência médica na PUC Minas: história, números e estrutura

A jornada para a residência médica é um grande desafio para qualquer estudante de Medicina. Além de escolher uma especialidade, é preciso se informar sobre instituições, programas e hospitais. Afinal, esse é um período longo de experiência, que deve acontecer da melhor forma possível, com tudo o que o residente tem direito. Para ajudar você nessa missão, vamos contar um pouco aqui sobre a residência médica na PUC Minas.

Essa é uma das instituições mais renomadas do estado mineiro, que reúne centenas de estudantes de Belo Horizonte e região para uma formação humanizada, com total acesso à tecnologia avançada e investimentos em estudos via rede de cooperação internacional.

Quer saber um pouco mais sobre o que te espera por lá, como é o programa de residência e o que a universidade oferece para seus alunos? A gente te conta tudo isso e muito mais a seguir!

História

A inauguração da PUC Minas aconteceu em 1958. Ela foi idealizada por Dom Antônio dos Santos Cabral, o Dom Cabral, que saiu de Sergipe para Belo Horizonte para ser o primeiro bispo da capital mineira. Por isso, a instituição conta com uma forte vertente católica, impressa em todas as etapas de ensino, independentemente do curso escolhido.

A PUC Minas está entre as melhores instituições privadas do país. Ela também é a única universidade privada que se encontra no ranking de melhores universidades do mundo. Apenas por aí, você já tem uma noção do peso dessa instituição em seu currículo, concorda?

Hoje, a universidade é casa de mais de 85 mil alunos, tanto em cursos de graduação quanto de pós-graduação. Em seu corpo docente, conta com cerca de 1,5 mil professores e mais de 2 mil colaboradores.

Ao todo, são sete campi espalhados por Belo Horizonte e municípios da região: Betim, Contagem, Arcos, Poços de Caldas, Serro e Uberlândia. Neles, são ofertados aproximadamente 150 tipos de cursos, nas mais diversas áreas de formação.

A universidade ainda tem mais de 150 convênios com instituições de ensino superior em todo o mundo. Assim, consegue oferecer a possibilidade de intercâmbios e outros tipos de atuação acadêmica em programas específicos para seus alunos.

A PUC tem uma tradição grande quando se trata de ensino no Brasil. Tem universidades localizadas em Campinas, São Paulo (Sorocaba), Paraná e Rio Grande do Sul, além de Minas Gerais. Todas elas contam com uma infraestrutura exemplar e corpo docente formado por profissionais de renome nacional e internacional.

Como pilares dessa história de sucesso, a instituição tem o desenvolvimento humano e social da comunidade acadêmica, a formação ética e a produção e disseminação constantes de conhecimento, arte e cultura. É uma grande incentivadora do ensino, pesquisa e extensão, e tem alunos no topo de projetos inovadores que se destacam dentro e fora do nosso país.

O complexo hospitalar

Os programas de residência médica da PUC Minas acontecem nos campi de Betim, Contagem e Poços de Caldas, mas isso varia a cada ano. 

Por exemplo: para ingresso em 2021, foram oferecidas seis vagas em Medicina de Família e Comunidade no campus de Contagem. Já para a seleção de ingresso em 2022, as inscrições foram abertas via Processo Seletivo Unificado de Residência Médica de Minas Gerais (PSU), com quatro vagas direcionadas para a mesma especialidade, porém no campus de Poços de Caldas. 

Não há um hospital-escola específico para a atuação dos alunos. Eles são encaminhados para hospitais credenciados à instituição. Isso acontece porque o curso de Medicina ainda é relativamente recente na universidade: apenas em 2012 ele passou a ser oferecido em Betim.

Um dos hospitais que faz parte dessa rede de aprendizagem da residência médica na PUC Minas é a Santa Casa de Poços de Caldas. O seu setor de urgência e emergência, referenciado em politraumatismo, atende quase 600 mil habitantes da microrregião. Além disso, a instituição possui laboratório de análises clínicas, maternidade e atendimentos em oncologia, internações, CTI, cirurgias diversas e cuidados paliativos, entre outros. 

É importante ressaltar que todos os hospitais que recebem os residentes da universidade são devidamente equipados para uma vivência completa na especialidade. A infraestrutura é adequada, e a passagem do aluno vai desde ambulatórios e enfermarias até a gestão hospitalar.

Portanto, não há com o que se preocupar. A residência será uma vivência rica, com tudo o que é preciso para atuar com qualidade e ética após a conclusão da especialização.

Números e estrutura

O instituto de Medicina da PUC Minas também oferece um respaldo completo para o aprendizado dos seus alunos. Ao longo da experiência, o residente também tem aulas práticas e teóricas em laboratórios de integração, laboratórios de simulação de consultórios médicos e ambientes hospitalares e de simulação realística com manequins robotizados.

São quase 800 alunos matriculados nos cursos de Medicina da instituição. A área médica da universidade também recebeu nota 5 pela comissão de avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas.

A PUC Minas também trabalha com um grande projeto de extensão universitária, chamado PROEX. Seu objetivo é promover atividades integradas ao ensino e à pesquisa ao permitir que os alunos exerçam, ao mesmo tempo, uma função social. Alunos de todos os cursos e campi podem participar, e existem diversas possibilidades de atuação para aqueles ligados à área médica.

Vale lembrar que a maioria das instituições credenciadas na PUC Minas estão inseridas no Sistema Único de Saúde, o SUS. Por isso, a especialidade oferecida é a de Medicina da Família e Comunidade. Entretanto, espera-se que em breve mais especialidades sejam disponibilizadas pela universidade.

Outro dado interessante é que os médicos e residentes formados pela PUC Minas têm seu diploma validado para trabalhar nos Estados Unidos. O curso de Medicina da instituição conquistou a validação do Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (Saeme), que assegura a vigência internacional do diploma médico. Incrível, não?

A residência médica na PUC Minas

Agora sim, vamos falar sobre a residência médica na PUC Minas! A principal especialidade oferecida, Medicina de Família e Comunidade tem um programa com a duração de 2 anos, como é de praxe para todas as instituições. O residente será direcionado para atuar em hospitais conveniados do SUS.

A especialidade é de acesso direto. Durante a residência, o médico atende pessoas de todas as idades, em um projeto de assistência contínua. Isso significa que não há atendimento específico para determinado caso ou problema de saúde. Na verdade, o residente acompanha permanentemente um paciente, para realizar um atendimento voltado para prevenção, cura e reabilitação.

Em sua rotina, o residente realiza suas atividades sob orientação de preceptores e tutores. Está em contato constante com outras especialidades, porque essa é uma especialidade multidisciplinar.

Não há cargas grandes de plantão, e suas atividades acontecem geralmente em grupo, por meio de articulações comunitárias. Como parte de sua rotina, estão as seguintes responsabilidades:

  • Visitas em ambiente de internação ou domiciliar;
  • Reuniões para discussão de casos com a equipe;
  • Reuniões para discussão de questões administrativas;
  • Atendimentos ambulatoriais;
  • Procedimentos pequenos e simples;
  • Atividades comunitárias de conscientização.

O residente ganha uma bolsa durante seu trabalho no programa. Além disso, tem a possibilidade de desenvolver outras pesquisas em paralelo, visto que essa é uma das prioridades da instituição.

O processo seletivo da residência da PUC Minas, como já dissemos, varia a cada ano. Mas podemos detalhar como funciona o PSU, que foi utilizado para o ingresso em 2022. A prova ocorreu em Belo Horizonte com peso 9 e com 100 questões de múltipla escolha. A nota mínima precisava ser 50% para que o candidato fosse para a segunda etapa, que é composta por análise curricular e tem peso 1. 

E como é essa tal prova geral? Bem, ela é bastante parecida com a prova da maioria das instituições que oferecem programas de residência. Serão questões sobre as cinco áreas básicas da Medicina: Cirurgia Geral, Clínica Médica, Obstetrícia e Ginecologia, Medicina Preventiva e Social (Saúde Coletiva e Medicina Geral de Família e Comunidade) e Pediatria.

Ou seja, é muito importante ter um excelente domínio dos principais pontos de cada uma dessas especialidades. A sua classificação determinará se você estará apto a enviar o seu currículo para apreciação, na segunda fase.

Quando isso acontecer, você precisará verificar o edital para conferir exatamente quais são as exigências para envio do currículo. Ele precisa ser postado pela internet, em um site específico, e deve ser desenvolvido dentro de um modelo específico para ser aceito.

É essencial, também, ficar de olho nas datas de cada etapa. Poucos dias antes da prova você terá acesso a horários e locais. Também é importante conferir o prazo de envio da documentação da segunda etapa.

Como você pode ver, o processo e o tipo de prova são bem comuns. Isso não significa que o conteúdo ou o tipo de cobrança é fácil: a universidade tem um nível de exigência alto, então é fundamental que você se jogue de verdade nos estudos e mantenha o foco. A quantidade de vagas oferecidas não é grande, então dá para imaginar que a concorrência pega, não é mesmo?

E então, preparado para encarar a residência médica na PUC Minas? 

Essa é uma excelente instituição para se graduar e se especializar, então se você pretende estudar em Minas Gerais, mantenha a instituição e suas oportunidades em seu radar! 

Para continuar a investir em seus estudos para a residência, seja nessa ou em outra universidade, acesse a Academia Medway. Por lá você encontra uma série de materiais gratuitos que podem te ajudar a se preparar com mais foco, como o Guia Definitivo da Unicamp, outra opção de instituição, mas para quem quer fazer a residência em São Paulo.Você ainda pode entrar para os Extensivos da Medway. São cursos que ocorrem ao longo do ano, com diversas opções de duração e de conteúdo para que você adapte sua preparação ao seu momento de formação, esteja você no quinto ano, no sexto, ou recém-formado! Conheça!

Ah, e pra finalizar, se liga nessa informação que vai te fazer arrasar nas próximas provas de residência: estamos com tudo pronto para a Masterclass deste ano! Na Masterclass, o maior evento de Mentoria em residência médica do Brasil, você vai aprender o caminho para chegar aos 80% e ser aprovado em todas as provas de residência que você prestar. E a edição 2022 está cheia de novidades! Entre os dias 17 e 23/01, além de 3 aulas grátis, você vai ter plantões de dúvidas com o time de mentores da Medway e até a oportunidade de testar a Medway Mentoria gratuitamente! Faça já sua inscrição na Masterclass 2022 aqui!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.