Quanto ganha um ortopedista no Brasil?

A Ortopedia é um campo de atuação amplo, que vai da cirurgia à medicina esportiva — o que significa que o ortopedista é um profissional bastante requisitado no mercado. Não é um caminho fácil: essa é uma especialidade que exige muito estudo e dedicação — afinal, novas tecnologias e tratamentos surgem a todo momento, e estar atualizado é essencial para o atendimento do paciente. Diante disso, surge a pergunta: afinal, quanto ganha um ortopedista?

Se está curioso para saber quanto um ortopedista recebe por seu trabalho, continue com a gente. Bora lá?

Hoje vamos te contar exatamente quanto ganha um ortopedista no Brasil!
Quer saber quanto ganha um ortopedista e como aumentar os rendimentos nessa especialidade? Continue lendo!

Afinal, quanto ganha um ortopedista?

De acordo com o site Salario.com.br, referência por compilar ganhos profissionais de diferentes setores, o salário do ortopedista pode chegar a uma média de R$ 5.944,56, considerando uma carga horária de 21 horas semanais. Para se chegar a quanto ganha um ortopedista, 397 médicos foram entrevistados.

Mas existem outros fatores a serem analisados. Por exemplo, o local de atuação. Trabalhar em uma cidade grande, como São Paulo (capital), influencia em quanto um ortopedista ganha — neste caso, a média salarial aumenta para R$ 6.987,69, enquanto em Brasília, DF, fica ainda maior: R$ 20.069,21.

Ainda é preciso considerar as especializações nas quais você pode trabalhar. A medicina esportiva tem ganhos, em média, de R$ 5.017,34. A carga horária pode chegar a 35 horas por semana para esse valor. Atividades médicas ambulatoriais rendem mais ou menos R$ 4.135,77, enquanto atividades de apoio à gestão da saúde, R$ 5.430,02, com 23 horas de trabalho por semana.

É possível aumentar os rendimentos na especialidade?

Agora você já tem uma ideia de quanto ganha um ortopedista, certo? Porém, fica a dúvida: o que fazer para aumentar os rendimentos na especialidade? Isso é possível?

A resposta é sim! Essa é uma área que está intimamente atrelada a cirurgias e a procedimentos Ou seja, vale a pena se aprofundar em novas técnicas , procedimentos minimamente invasivos que se utilizam das novidades mais modernas do mercado para melhorar o seu trabalho.

Ao trabalhar com suporte técnico e serviços em tecnologia da informação, seu salário pode chegar a R$ 33.000. Mas, independentemente disso, continuar a estudar e se aperfeiçoar sempre trará a chance de ter um crescimento no que diz respeito a quanto um ortopedista ganha. Trabalhe na construção da sua imagem profissional e deixe o currículo sempre atualizado.

Hoje vamos te contar exatamente quanto ganha um ortopedista no Brasil!
Descubra quais os impactos da residência médica na remuneração de um ortopedista!

Qual é o impacto da residência médica em quanto ganha um ortopedista?

Para fazer a residência em Ortopedia, o profissional não precisa ter concluído nenhuma outra antes, é uma residência de acesso direto. Ela tem a duração de três anos e precisa ser feita em uma instituição devidamente credenciada Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Assim que concluída, é possível retirar o título de especialista, emitido pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) — o que traz um peso considerável para o currículo e torna possível aumentar o salário de um ortopedista.

Lembre-se, ainda, de que a residência é uma ótima oportunidade de fazer contatos, conhecer outros profissionais e encarar o dia a dia do exercício clínico. Ou seja, é uma experiência indispensável para qualquer profissional da saúde.

E aí, curtiu saber tudo sobre quanto ganha um ortopedista?

Pronto! Com essas informações, é possível ter uma boa ideia sobre quanto ganha um ortopedista. Portanto, se essa for a área que você quer seguir, foco nos estudos e na residência para ter muito sucesso.

Quer saber mais sobre esse processo? Confira quais são as instituições mais buscadas para fazer residência em ortopedia e traumatologia em SP e escolha a sua!

E se você vai começar a se preparar para encarar a prova de residência médica, sugiro dar uma olhada no nosso e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência para já começar com o pé direito, já vencendo os bloqueios mentais que atrapalham seus estudos e te impedem de ser aprovado na residência médica dos seus sonhos!

E fique tranquilo que você não está sozinho na jornada de preparação para as provas de residência: nós estamos aqui para te ajudar! Por isso, te convido a conhecer o Extensivo São Paulo, nosso curso com videoaulas ao longo do ano que vão te ensinar o que você realmente precisa saber. Com o Extensivo, você também tem acesso a um app com milhares de questões comentadas, guias estatísticos com os temas que mais caem e um bônus: a partir do meio do ano, você ganha o Intensivo também! Tem interesse? Inscreva-se já

Até mais!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.