Carregando

Saiba quanto ganha um otorrino no Brasil

O otorrino é o grande responsável por cuidar da região que compreende nariz, garganta e ouvidos. É ele que identifica sintomas e sinais que possam resultar em alguma patologia, com diagnósticos precisos e indicações de tratamento para as doenças. Mas você sabe quanto ganha um otorrino?

Carga horária, setor de atuação e localidade são alguns dos fatores que interferem nesse valor. Portanto, se você pensa em seguir nessa especialidade, é importante analisar todos os critérios conjuntamente para que você comece a se preparar para a vida profissional.

Para contribuir para a sua organização, neste artigo a gente mostra alguns detalhes para que você descubra quanto ganha um otorrinolaringologista. Vamos lá?

Saiba quanto ganha um otorrino no Brasil
Saiba quanto ganha um otorrino no Brasil

Afinal, quanto ganha um otorrino?

No site Salario.com.br, é possível conferir uma análise feita com base no salário de 81 profissionais, com uma carga horária de 17 horas semanais. A média salarial de quanto ganha um otorrino, a partir desses dados, chega a R$ 5.080,05, já o teto salarial é de até R$ 11.107,72.

Entretanto, vale lembrar que esse valor também muda conforme a localidade em que o médico se encontra. No estado do Ceará, o salário atinge R$ 6.470,80, enquanto, em São Paulo, fica em R$ 5.320,59. No Rio Grande do Sul, por sua vez, a média costuma ser de R$ 5.070,82.

Em relação ao setor de atuação ou ao local em que o profissional trabalha, existem também alterações em quanto ganha um otorrinolaringologista. Para atividades de atendimento hospitalar, os ganhos são de R$ 6.228,95, em média.

Por outro lado, atividades de atenção ambulatorial, geram ganhos de R$ 5.775,85, aproximadamente. As atividades de apoio à gestão da saúde, por sua vez, rendem cerca de R$ 5.076,57 ao mês.

É possível aumentar os rendimentos na especialidade?

Por meio desses números, é possível ter uma ideia de quanto ganha um otorrino, certo? Porém, é importante saber que esses são valores aproximados, e que outras questões também podem alterá-los.

Por exemplo, quem atua no setor público terá rendimentos diferentes de quem atua no setor particular. E quem mescla os dois tipos de atendimento, chegará a outro valor diferente.

Se você deseja aumentar seus ganhos e ter um valor crescente por mês, lembre-se de não parar de estudar. Explore novas técnicas, participe de cursos e entenda sobre novas tecnologias. Quanto mais possibilidades de melhorar sua atuação profissional, mais mudanças positivas você terá em seu salário – e em sua carreira, é claro!

Qual é o impacto da residência nos ganhos do profissional?

A residência médica é outro caminho interessante que interfere em quanto ganha um otorrinolaringologista. Isso porque ter uma especialização que une teoria e prática com maestria é algo muito valorizado dentro da Medicina.

Um programa de residência dará um destaque especial ao seu currículo. O que reflete diretamente em seu reconhecimento como profissional e em seu salário.

Além disso, você poderá aprender muito na residência médica. Afinal, estará cercado por profissionais renomados e dentro de instituições de prestígio na área médica.

Entender quanto ganha um otorrino, como você pode ver, envolve uma série de critérios e qualificações. Portanto, não demore a iniciar seus estudos e seu preparo para dar esse passo rumo aos rendimentos que sempre sonhou.

Se você vai começar a se preparar para encarar a prova de residência médica, sugiro dar uma olhada no nosso e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência para já começar com o pé direito, já vencendo os bloqueios mentais que atrapalham seus estudos e te impedem de ser aprovado na residência médica dos seus sonhos!

Além disso, conheça os materiais gratuitos da Academia Medway e comece já a se dedicar a essa conquista!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.