O que é Genética Médica: saiba mais sobre essa especialidade

Conteúdo / Residência Médica / O que é Genética Médica: saiba mais sobre essa especialidade

Cresce a procura por uma residência médica para depois da formatura. Se esse é o seu caso, está no post certo. Hoje, vamos te apresentar mais sobre a especialidade de Genética Médica, que tem um número relativamente baixo de profissionais no Brasil.

Além de a concorrência ser menor, a Genética Médica é uma especialidade superinteressante. Quer conhecer mais sobre como se tornar um especialista nesse ramo, incluindo o mercado de trabalho, a residência médica e tudo mais? Vamos te contar.

Med Escolha

Antes de continuar, galera, você precisa de ajuda para escolher sua especialidade médica para começar a residência? Se sim, temos uma sugestão perfeita para você! O Med Escolha é o teste que vai te auxiliar a entender qual é a especialidade que encaixa com o seu perfil. Sabemos que é angustiante esse momento, por isso vamos te ajudar. Não perca tempo e clique AQUI para começar logo!

O que é Genética Médica?

É possível que você nunca tenha ouvido falar de Genética Médica, entendemos. Até mesmo alguns profissionais da medicina não conhecem a especialidade. Por isso, vamos começar o artigo explicando exatamente o que é Genética Médica.

A Genética Médica é a especialidade que diagnostica e trata pacientes que são acometidos por doenças genéticas. Na maioria das vezes, o especialista em genética cuida de doenças raras e ainda pouco elucidadas em seu dia a dia.

No entanto, a Genética Médica também se encarrega de doenças congênitas e crônicas (algumas que são consideradas incuráveis). Essa especialidade tem um espaço de atuação cada vez maior no Brasil, com destaque para os estados da Região Sudeste.

Como é de se imaginar, para o médico da área, o campo de atuação é bastante amplo. A rotina do especialista em Genética Médica começa já no pré-natal, identificando riscos em potencial nos casais e tomando medidas laboratoriais para reduzir riscos.

Essa avaliação se estende a recém-nascidos e demais pessoas com doenças genéticas comuns. Nesse caso, o médico atua em parceria com outros profissionais no tratamento, na maioria das vezes.

O diagnóstico também é de responsabilidade desse profissional, que atua em laboratórios interpretando testes genéticos. Essa é uma área da Medicina que lida bastante com a ciência, além da pura prática clínica.

A Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica (SBGM) é uma sociedade que reúne os profissionais de Genética Médica no Brasil. Foi fundada oficialmente em 1986, após o reconhecimento da especialidade pelo Conselho Federal de Medicina.

No entanto a SBGM está em atividade desde 1981, 5 anos antes de sua fundação. Ela confere o título de especialista, promove eventos relacionados ao tema e congrega os especialistas.

O salário do especialista em Genética Médica

Com uma rotina tão diversa, é apenas normal que o médico da área tenha bons vencimentos. Tal remuneração varia de acordo com a experiência, local de trabalho e até mesmo área de atuação dentro da Genética Médica.

De acordo com o site Salário, a remuneração média de um médico geneticista no Brasil é de R$ 7.825,00, considerando 24 horas semanais de trabalho. Vale ressaltar que nada impede que o profissional acumule funções, a depender de sua disponibilidade e oportunidades.

O site também ressalta que o estado do Brasil com mais ocorrências de contratações no Brasil é São Paulo. Nesse estado, por sua vez, a média salarial é de R$ 9.032,92.

As principais doenças tratadas pelo médico geneticista

Agora que você já sabe o que é Genética Médica, vamos nos aprofundar um pouco mais na atuação do médico geneticista, como é chamado quem exerce a Genética Médica.

O médico geneticista realiza consultas, exames, análises e diagnósticos em sua área. Dentro da área de atuação do geneticista, podemos dividir em três grupos as situações em que o tratamento ocorre: condições pré-concepcionais, condições pediátricas e condições que ocorrem na idade adulta.

Condições pré-concepcionais são:

  • idade avançada dos pais;
  • pais consanguíneos;
  • pais com doença genética;
  • anormalidades na ultrassonografia;
  • histórico familiar;
  • exposição a agentes nocivos na gestação.

Condições pediátricas podem ser, entre outras, as seguintes:

  • tumores na infância;
  • malformações em geral;
  • características corporais “diferentes” e que saem do padrão;
  • assimetria do corpo;
  • condições neurológicas com causa genética;
  • doenças metabólicas;
  • anormalidades na puberdade e crescimento;
  • entre outros.

As condições que ocorrem na idade adulta são mais gerais, como:

  • defeitos congênitos;
  • problemas intelectuais;
  • doenças neurodegenerativas;
  • problemas neurológicos;
  • câncer.

O mercado de trabalho do médico geneticista

O médico geneticista tem particularidades em sua atuação. Por isso, vamos detalhar mais sobre o seu dia a dia agora, ao falar do seu mercado de trabalho.

Grande parte da demanda para o médico geneticista acaba sendo ambulatorial no Brasil. A área principal, nesse sentido, é a pediátrica, realizando aconselhamento genético a casais que desejam engravidar. Ou até mesmo diagnosticando casos em unidades neonatais.

O profissional da área também apoia diagnósticos em laboratórios diversos, utilizando-se de seus conhecimentos em ciência. Adicionalmente, dá consultas em clínicas que oferecem testes genéticos.

Além disso, existem quatro áreas principais para atuação do médico geneticista:

Dismorfologia

A Dismorfologia cuida dos defeitos estruturais do corpo, chamadas de malformações congênitas. Desde suas causas até o tratamento, em conjunto com outros profissionais.

Erros inatos do metabolismo

A área de erros inatos do metabolismo é ampla, e concentra diversas patologias que encontram tratamento específico na Genética Médica. Em geral, tais problemas correspondem a distúrbios genéticos que já podem ser identificados pelo teste do pezinho ampliado.

Oncogenética

A Oncogenética, por sua vez, previne, diagnostica e cuida de pacientes que tem predisposição a desenvolverem câncer hereditário. O especialista vai identificar tais indivíduos com base em testes genéticos e estudos de tumores. A Oncogenética permite o diagnóstico precoce e um melhor tratamento.

Neurogenética

Por fim, a Neurogenética cuida de doenças genéticas que se manifestam predominantemente de forma neurológica. De um modo, essa área se relaciona com os erros inatos do metabolismo, visto que tais problemas podem comprometer as funções neurológicas do paciente.

A residência em Genética Médica

Esse é o momento que você estava esperando. Bateu o interesse? Quer investir na especialidade? Para isso, é preciso passar pela residência em Genética Médica. Para sua sorte, a Medway te traz os detalhes da residência médica em questão. Confira.

A residência médica na especialidade de Genética Médica dura 3 anos, no total. Ela é de acesso direto, ou seja, não há nenhum outro pré-requisito, o que é sempre um ponto a mais quando você vai escolher que área seguir dentre as residências médicas.

A residência na especialidade é curta, mas não deixa de ser complexa. Além de demandar constante atualização por parte do médico. No primeiro ano, o médico residente vai estagiar em diversas áreas além de genética médica: clínica médica, pediatria, neurologia e endocrinologia. Esse conteúdo pode mudar de acordo com a instituição.

Por sua vez, o segundo e terceiro anos dedicam-se à especialidade: o residente aprende sobre patologia, medicina fetal, medicina metabólica e atua em laboratórios específicos.

E aí, curtiu saber o que é Genética Médica?

A especialidade de Genética Médica ainda é pouco conhecida, mesmo por quem é da área. Por isso, pode ser interessante investir, não é mesmo? Você gostou de conhecer mais sobre a o que é Genética Médica?

Se você deseja se especializar na área, a residência médica é o caminho. E para fazer residência em Genética Médica, é preciso passar por uma fase de estudos que pode ser muito difícil e complicada. Para te ajudar, estamos aqui. Conheça o intensivo da Medway.

Intensivo Medway

No nosso intensivo, oferecemos preparação completa para as provas de residência médica, otimizando o tempo do candidato. Sabemos que o tempo é um dos principais problemas de quem precisa ver tanta informação por tão pouco tempo. Por conta disso, focamos no que cai, no que é mais importante e no que vai te guiar até a sua tão sonhada aprovação.

E não pense que o nosso curso não é completo, por ser otimizado. É só acessar o nosso site e ver como aprovamos alunos todos os anos nas universidades de mais prestígio de todo o país.

No Intensivo Medway, você encontra dados estatísticos avançados para saber o padrão de cobrança de cada banca, além dos temas e focos de cada instituição e área. São aulas direcionadas para cada prova! Cadastre-se na nossa lista de espera para garantir sua chance de se preparar para a residência com a gente!

Ana KarolineBittencourt Alves

Ana Karoline Bittencourt Alves

Catarinense nascida em 1995, criada em Imbituba e apaixonada por uma praia. Formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2018, com residência em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (USP-SP 2019-2021) e professora de Clínica na Medway. "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender" - Paulo Freire. Siga no Instagram: @anakabittencourt