Carregando

Residência no Centro Universitário Padre Albino (Unifipa) pelo SUS-SP

Já pensou em fazer residência no Centro Universitário Padre Albino (Unifipa)? A gente sabe que um dos maiores desafios de quem está chegando perto da formatura ou acabou de concluir a graduação em Medicina é escolher em qual área se especializar e onde estudar! Num universo com mais de 50 opções de especialidades, isso sem contar as muitas áreas de atuação, é natural que a dúvida apareça! E quando a gente pensa nas instituições de ensino? Pelo país inteiro, há dezenas de hospitais e universidades públicas e particulares que oferecem programas de residência médica! Pensando nisso, a gente vem te contar um pouco mais sobre a Unifipa e os processos seletivos para a residência médica pelo SUS-SP nesta instituição. 

História

Localizada no interior de São Paulo, na cidade de Catanduva, com cerca de 114 mil habitantes, está o Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA, no qual a Faculdade de Medicina está credenciada desde o ano de 1990 para a os cursos de residência médica. 

Tudo começou com o Monsenhor Albino Alves da Cunha e Silva, religioso preocupado com a melhoria da condição de vida dos mais necessitados, especialmente dos doentes sem acesso ao sistema de saúde. Sua motivação conquistou o apoio da comunidade e foi dada a construção da Santa Casa de Misericórdia de Catanduva nos anos de 1920, hoje denominada Hospital Padre Albino. Com ela, veio também a FAMECA (Faculdade de Medicina de Catanduva). Em 1969 o Conselho Federal de Educação (CFE) autorizou o seu funcionamento e em 1970 já iniciava a primeira turma da graduação em Medicina. Em 2007,  a FAMECA (Faculdade de Medicina de Aricanduva) passou a fazer parte das Faculdades Integradas Padre Albino (FIPA) e acabou recebendo o credenciamento para os processos de residência médica e graduação com a integração de dois hospitais. E desde então, a FAMECA já formou mais de 2.500 médicos e muitos deles atuam como professores na instituição. 

O Hospital-Escola Padre Albino  que faz parte do complexo da Unifipa é  outro hospital de referência regional que oferece atendimento a mais de 100 mil pessoas por ano. Os seus  pacientes vêm, em sua maioria, em busca do Sistema Único de Saúde (SUS), mas o hospital também atende pacientes de outros convênios e particulares.

Nesse hospital, a gente pode destacar os atendimentos dos serviços especializados em: 

  • Unidade de Queimados de Alta Complexidade;
  • Centro de Terapia Intensiva de Adultos;
  • Centro de Terapia Intensiva Infantil;
  • Centro de Terapia Intensiva Neonatal;
  • Serviço de Hemodiálise;
  • Laboratório de Análises Clínicas;
  • Serviços de Diagnóstico por Imagens (como a Radiologia, a Tomografia Computadorizada, a Ultrassonografia, a Ressonância Magnética e a Mamografia);
  • Setor de Medicina Nuclear;
  • Unidade de Litotripsia Extracorpórea;
  • Serviço de Eletrocardiograma;
  • Serviço de Marca-Passo;
  • Unidade de hemodinâmica Videoendoscopia;
  • Banco de Leite Materno.

O Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA conta ainda com o Hospital-Escola Emílio Carlos, onde funcionam os Cursos de Medicina, Enfermagem e de Educação Física. Ele se destaca na região por ser o centro de referência regional de diagnóstico e tratamento de AIDS e por possuir foco no serviço de prevenção e controle da tuberculose e da hanseníase. Isso tudo sem falar no ensino de qualidade na infraestrutura e nas pesquisas médicas produzidas por lá. 

E olha que bacana, moçada! Todos os acadêmicos e residentes são incentivados ao acesso às instalações dos hospitais escola, sendo apenas exigido a identificação prévia no Setor de Recursos Humanos para acesso às práticas do ciclo básico e dos estágios de residência médica. É pra começar a pegar mão e cair na rotina desde o início mesmo! 

Números e estrutura

Hospital-Escola Padre Albino

  • 198 leitos (70 a 80% SUS)
  • 100.000 pacientes atendidos por ano no pronto-socorro.

Hospital-Escola Emílio Carlos

  • 143 leitos-ensino exclusivos para o SUS; 
  • Mais de 65 mil atendimentos em ambulatórios especializados. 

FAMECA 

  • 2.500 médicos formados; 
  • 15 programas de residência médica e área de atuação. 

Residência médica na FAMECA 

A Faculdade de Medicina de Aricanduva, integrada ao Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA, desde 2003, realiza juntamente com o Concurso Público do SUS – Sistema Único de Saúde da Secretaria do Estado de São Paulo, o concurso de Residência Médica da FAMECA, exceto Medicina Intensiva Adulto, Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatologia que são realizados pela própria instituição.

A Seleção Pública de Residência Médica do SUS/SP – SEC. DE ESTADO DA SAÚDE (CNRM/MEC) abarca 6 especialidades de acesso direto e 3 anos de duração

  • Anestesiologia;
  • Cirurgia Geral;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Pediatria;
  • Psiquiatria;
  • Radiologia.

Também inclui 2 especialidades de acesso direto com 2 anos de duração:

  • Clínica Médica;
  • pré-requisito em Cirúrgica Básica;

E 1 especialidade com pré-requisito, a Cirurgia Plástica que dura 3 anos e as inscrições são feitas diretamente no site da Fundação VUNESP

Residência no Hospital Santa Marcelina

O Hospital Santa Marcelina é outra instituição que também faz seus processos seletivos para os programas de residência médica pelo SUS-SP – SEC. DE ESTADO DA SAÚDE (CNRM/MEC), sendo o ensino de responsabilidade do Centro Interdisciplinar de Formação, Ensino e Pesquisa (CIFEP) e teve sua criação e expansão conforme foi havendo crescimento nas atividades de ensino da saúde no hospital. Hoje, o Hospital Santa Marcelina tem no seu rol de vagas para a residência médica, mais de 500 oportunidades ofertadas nos aproximadamente 43 cursos

Hospital Santa Marcelina, outra opção popular entre quem pensa em fazer residência no Centro Universitário Padre Albino
Hospital Santa Marcelina

Há mais de 60 anos, o Hospital Santa Marcelina presta assistência à saúde na capital de São Paulo é considerado a principal referência na Zona Leste pelo destaque na realização de transplantes de medula óssea e de rim. Ele conta ainda com convênios federal, estadual e municipal. 

Números e estrutura

  • 700 leitos que atendem ao SUS e a convênios; 
  • 111 leitos de UTI; 
  • 4 mil funcionários;
  • 1000 médicos;
  • 40 programas de Residência Médica e de especialização; 
  • 536 vagas de residência médica. 

O processo seletivo do SUS-SP

Se você não sabia, se liga aí: o concurso do SUS-SP (Sistema Único de Saúde de São Paulo) é o maior concurso de residência médica do país no que diz respeito ao número de vagas disponíveis e inclui diversas instituições de ensino médico do estado de São Paulo inteiro! 

Olha só esses números: só no último processo seletivo que deu acessos aos novos residentes em 2020, foram 786 vagas, incluindo 545 vagas de especialidades de acesso direto.

Se você quer investir na residência médica do Hospital Santa Marcelina ou do Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA no interior do estado de São Paulo, agora é a sua vez! Vem aqui, que eu te conto um pouco mais sobre como  esse processo seletivo funciona para você realizar seu grande sonho. 

Afinal de contas, se você chegou até aqui é para saber mesmo  sobre a prova do SUS-SP. E é claro que o seu sonho é ser residente em uma das 50 instituições que participam do processo seletivo, não é? Isso mesmo, são várias as instituições que participam do processo e muitas são de bastante prestígio, como por exemplo as duas instituições que falamos aqui – tanto o Centro Universitário – UNIFIPA em Aricanduva quanto o Hospital Santa Marcelina realizam seus concursos de residência médica pelo SUS-SP. 

Todo o processo é organizado pela Fundação Vunesp e essa prova é, sem dúvida nenhuma, uma das maiores do país em termos de candidatos, vagas disponíveis e instituições participantes. Isso sem contar que depois de enfrentar essa barra, o candidato vai optar depois pela instituição apenas no momento do leilão do SUS. Mas como é isso? Calma que eu te explico tudinho!

Como é a prova 

Aí a gente pensa que tem muitas vagas que vai ser moleza… Segura a onda aí, galera! Apesar de ser de longe, o processo seletivo para a residência médica em que há mais vagas disponíveis, não significa que é o mais fácil e nem o menos disputado. Se essa palavra ainda não faz parte do seu vocabulário, já faça questão de inserir aí: disputa! E olha que disputa acirrada é a vida de quem se joga na carreira médica desde o início, lá no vestibular. É isso mesmo: competição grande e estudos constantes são os melhores ingredientes para se conquistar uma vaga na tão sonhada residência médica do SUS-SP. O edital de acesso ao processo de 2021 do SUS-SP já foi esmiuçado por nós e tudo o que você precisa saber sobre ele está aqui. 

E é nele que constam todas as informações sobre a prova. O processo seletivo para especialidades com acesso direto é realizado em uma única etapa com uma prova objetiva de 100 questões. Para as especialidades com pré-requisito o concurso também é realizado em uma única etapa, porém, com 50 questões objetivas.

E pra não perder nada sobre as provas do SUS-SP, confere aqui os conteúdos gratuitos sobre a prova de residência médica do SUS-SP direto ao ponto !  

Concorrência por especialidade em 2021 

Que a concorrência é grande, você já foi alertado, mas como funciona por especialidade? 

Fique atento a esse quadro de especialidades para o concurso do SUS-SP de 2021

EspecialidadeVagas previstasInscritosRelação candidato/vaga*
Anestesiologia102121511,9
Área Cirúrgica Básica13410818,0
Cirurgia Cardiovascular710715,3
Cirurgia Geral2257426,0
Clínica Médica22420909,3
Dermatologia2675429,0
Infectologia272077,7
Medicina de Emergência18522,9
Medicina de Família e Comunidade421242,9
Medicina Física e Reabilitação492,2
Medicina Nuclear7111,6
Neurocirurgia624440,7
Neurologia1020420,4
Obstetrícia e Ginecologia13812809,3
Oftalmologia2451421,4
Ortopedia e Traumatologia884324,9
Otorrinolaringologia1944923,6
Patologia12625,2
Pediatria1147076,2
Psiquiatria59102817,4
Radiologia e Diagnóstico por Imagem473467,4
Radioterapia14332,4
* Cálculo feito pela Medway considerando o número de inscritos e o número de vagas ofertadas no concurso 2021, considerando as vagas da SES e das instituições.

Pra não deixar o frio na barriga tomar conta e nem o medo da concorrência te abalar, dá só uma olhada no Guia Estatístico gratuito com os 6 focos mais importantes e que mais caem na prova de residência médica do SUS-SP com base em uma análise que fizemos das provas dos últimos cinco anos. Perde tempo não, corre lá! 

Leilão de vagas do SUS

Leilão? Mas não é só fazer a prova e ser classificado e correr pro abraço? Não, não, não, moçada! Pra escolher o lugar onde você vai fazer sua residência médica, vai depender exclusivamente de você! Isso porque os melhores colocados escolhem primeiro em quais instituições querem ingressar.

Acontece basicamente assim: a seleção do local de interesse do candidato para fazer a residência médica funciona como uma espécie de  “leilão” mesmo e quanto maior a nota final, maiores as opções de locais disponíveis para escolher. E essa escolha depende da ordem de classificação de cada especialidade. 

Então, tem que se dedicar aos estudos mesmo, com coragem e afinco! Quem estiver no topo da lista vai poder optar por qualquer lugar entre as instituições participantes. E por aí vai: à medida que os locais vão sendo escolhidos, restam cada vez menos opções e vagas para os demais participantes que não obtiveram uma boa classificação e ocupam os lugares mais abaixo da lista de aprovados. Quer saber quais são as 50 instituições participantes do leilão, segundo o edital de residência médica do SUS-SP 2021? Segura aí! 

E aí, curtiu saber mais sobre a Residência no Centro Universitário Padre Albino (Unifipa) pelo SUS-SP?

Então bora lá correr pra se preparar para as provas de residência! A gente já viu que a oferta de vagas é grande e a concorrência também! Venha e inscreva-se no Extensivo São Paulo, o nosso curso com videoaulas ao vivo e gravadas com os temas que você realmente precisa saber para ingressar nas principais instituições do país. Também oferecemos um app com milhares de questões comentadas. Quer mais conteúdo gratuito sobre as residências médicas? Na Academia Medway, você encontra diversos conteúdos que vão te ajudar a entender melhor como são as provas das principais instituições. Pra cima, moçada! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.