5 questões de prova sobre data provável do parto comentadas

Você já deve estar cansado de ouvir o que temos a dizer sobre a eficácia do estudo por questões quando o assunto é preparação para a residência médica. É aquele papo: para quem quer aprimorar memorização de conteúdos e ganho de expertise sobre as provas das diferentes instituições, essa é a estratégia certa. Pensando nisso, hoje trouxemos 5 questões sobre data provável do parto comentadas pra você testar seu conhecimento e ainda receber aquela mãozinha pra qualquer dúvida que surgir. 

Antes de seguirmos, quero te lembrar de que o estudo por questões é só uma parte do caminho que você precisa seguir para ser aprovado! Por isso, queria te convidar para participar de um evento único, que é a Semana do R1 São Paulo! Entre os dias 4 e 10 de julho você vai aprender com quem já foi aprovado nas principais instituições de SP qual é o jeito certo de estudar para provas de residência médica – além do estudo por questões! Serão 3 aulas grátis e vários outros extras ao longo da semana. Clique AQUI e inscreva-se.

Agora, bora conferir as 5 questões que separamos pra você! 

Questão 1

UERJ 2017 (discursiva) – Secundípara de 26 anos procurou a maternidade em 28/07/16, queixando-se de perda líquida há quatro horas. Ao exame clínico, mostrava-se em bom estado geral, com PA = 110 x 70mmHg, PR = 84 ppm, FR = 16 irpm, temperatura axilar = 36,4°C, FU = 32 cm, ausência de metrossístoles, feto em apresentação cefálica, dorso à esquerda e BCF= 140 bpm. Informa DUM em 28/11/15 e primeira USG em 21/01/16, revelando IG de nove semanas na ocasião. O obstetra fez a hipótese de rotura prematura das membranas ovulares (RPMO) e internou a paciente para avaliar melhor o caso. Com base no caso clínico descrito: Calcule a idade gestacional da paciente utilizando a DUM (1) e utilizando os dados fornecidos sobre a ultrassonografia (2).

Comentário

Questãozinha de obstetrícia sem novidade! Te deu a DUM e a data do USG de 1º trimestre para avaliar a idade gestacional, muita tranquilidade, bora lá?

Primeiro, vamos calcular pela DUM: você pega a data da última menstruação e vê quantos dias se passaram até o momento da consulta e divide o valor por 7 para avaliar o número de semanas. Então, basta ver o número de dias entre 28/11/2015 e 28/07/2016 — que dá 243 dias (lembrando que o ano de 2016 era ano bissexto, então, fevereiro tinha 29 dias). Se perdeu na conta? Vamos lá: 2 (nov) + 31 (dez) + 31 (jan) + 29 (fev) + 31 (mar) + 30 (abr) + 31 (mai) + 30 (jun) + 28 (jul) = 243 dias. Esse valor dividido por 7 dá 34 semanas e 5 dias. Fechou? 

Agora, pela data do USG! É praticamente o mesmo raciocínio, conta o número de dias do USG até a consulta, divide por 7 para ter o resultado em semanas e depois soma com a idade gestacional sugerida pelo USG no momento inicial.

Nesse caso, passaram 189 dias entre 21/01/2016 (dia do USG) e 28/07/2016 (data da consulta), compatível com 27 semanas. Novamente: 10 (jan) + 29 (fev) + 31 (mar) + 30 (abr) + 31 (mai) + 30 (jun) + 28 (jul) = 189 dias. Como no momento do USG, ela já tinha 9 semanas, a idade gestacional correta é de 27 + 9 = 36 semanas. Beleza, moçada?

Visão do aprovado: questão tranquilinha de obstetrícia cobrando conceitos básicos. É uma questão bem comum na UERJ!

Nível de dificuldade: fácil

Gabarito: IG = 34 semanas e 5 dias (cálculo pela DUM); IG pelo USG = 36 semanas.

Questão 2

UERJ 2019 (discursiva) – Adolescente de 15 anos procurou a maternidade em 10/10/2018, queixando-se de cefaleia intensa, escotomas cintilantes e dor epigástrica. Informou DUM em 25/03/2018 e primeira ultrassonografia em 23/05/18, revelando idade gestacional (IG) de 8 semanas na ocasião. Ao exame clínico: bom estado geral, PA = 170 x 110 mmHg, FC = 84 ppm, FR = 16 irpm, temperatura axilar = 36,4°C. Ao exame obstétrico: AFU = 26cm, ausência de metrossístoles, feto em apresentação cefálica, dorso à esquerda, BCF = 140 bpm. Toque vaginal com colo uterino fechado, sem perdas transvaginais. Baseado no caso clínico descrito: Calcule a IG da paciente pela DUM e pela ultrassonografia fornecida.

Comentário

Questão de GO ou de Matemática? Hehehe. Bora lá: 

Pela DUM (25/03/2018), temos: 199 dias até 10/10/2018 (preste atenção para não se perder, maninho: 6 dias em março, 30 dias em abril, 31 dias em maio, 30 dias em junho, 31 dias em julho, 30 dias em agosto, 31 dias em setembro e 10 dias em outubro). Se dividirmos por 7 (dias da semana), temos 28 semanas e 3 dias. 

Pelo USG (23/05/18, que mostrava 8 semanas de IG), temos: 140 dias até 10/10/2018 (lá vai, de novo: 8 dias em maio, 30 dias em junho, 31 dias em julho, 30 dias em agosto, 31 dias em setembro e 10 dias em outubro). Dividindo mais uma vez por 7, teremos 20 semanas desde o USG. Somando com as 8 iniciais, temos 28 semanas certinhas.

Visão do aprovado: questão tranquila, não exigia nenhum conhecimento médico, apenas soma e divisão!

Nível de dificuldade: fácil

Gabarito: IG pela DUM = 28 semanas e 3 dias. IG pelo US = 28 semanas.

Questão 3

FAMEMA 2021 – Determinada paciente descobriu que estava grávida no dia 24/4/2020 por meio de uma ecografia de rotina, que indicou 10 semanas e 3 dias de idade gestacional. Com base nas informações precedentes, assinale a opção que apresenta a data da última menstruação antes da gravidez e a data provável do parto dessa paciente, respectivamente.

A. 12/2/2020 e 19/11/2020

B. 11/2/2020 e 17/11/2020

C. 11/2/2020 e 18/11/2020

D. 13/2/2020 e 20/11/2020

Comentário

Bom, sabemos que no dia 24/04/2020 essa paciente tinha uma IG de 10 semanas e 3 dias (o que dá 73 dias no total). Vamos ter que subtrair esse valor desta data.

Abril (24 dias) + Março (31 dias) + fevereiro (29 dias) = 84 

Ou seja, sabemos que a DUM dela é em fevereiro, e se subtrairmos exatamente os 73 dias, encontramos 11/02/2020. 

Agora, para descobrir a data provável do parto (DPP), vamos lembrar da regra de Nagele, na qual somamos 7 ao dia e somamos 9 ou subtraímos 3 do mês. 

11+7 = 18 e 2 + 9 = 11

“Ah, então a DPP é 18/11/2020, né?” NÃO! Cuidado com a pegadinha!

Fevereiro foi um mês de 29 dias em 2020, não 30, portanto a DPP será dia 17/11/2020.

A. Incorreta. Cuidado para não confundir os dias de fevereiro, se atente para ano bissextos

B. Correta. Guarda bem as contas para não se perder na hora da prova.

C. Incorreta. Se atente para a regra de Nagele que explicamos acima.

D. Incorreta. Novamente, erro nas contas.

Visão do aprovado: questão maldosa e desnecessária, que pode ter pego muita gente sem querer. Vamos sempre lembrar que fevereiro é um mês mais curto e que temos sempre que avaliar, na soma dos meses, se não vai virar o ano, belezinha?

Nível de dificuldade: moderado

Gabarito: B

Questão 4

SCMSP 2017 – O cálculo da data provável do parto e a idade gestacional da gravidez são itens fundamentais na assistência obstétrica que, quando feitos de forma equivocada, podem determinar agravos perinatais. Frente a essa informação e sendo hoje 15/11/2016, uma gestante com DUM em 25/04/2016 tem hoje qual IG e qual é a DPP?

A. 33 semanas e 2 dias; DPP: 02/02/2017.

B. 36 semanas e 2 dias; DPP: 02/12/2016.

C. 33 semanas e 2 dias; DPP: 02/12/2016.

D. 36 semanas e 2 dias; DPP: 02/01/2017.

E. 29 semanas e 1 dias; DPP: 02/02/2017.

Comentário

Vamos lá, galera. Pra resolver essa questão precisamos lembrar o cálculo da DUM de forma manual e a regra de Naegele para o cálculo da DPP. Quando precisamos calcular a data da última menstruação de forma manual, somamos os dias corridos da DUM até a data em que se passa o enunciado da questão, dividimos o valor total por 7 (número de dias da semana) e assim obtemos as semanas e o “resto” que são os dias. Já a regra de Naegele consiste em a partir da DUM subtrair 3 do mês e adicionar 7 aos dias. Vamos tentar?

DUM: 25/04/2016 – Hoje 15/11/2016

Abril (30 dias): 5 

Maio: 31

Junho: 30

Julho: 31

Agosto: 31

Setembro: 30

Outubro: 31

Novembro: 15 

Total: 204 – Dividido por 7 -> 29 semanas e 1 dia

DPP: Regra de Naegele – Subtrai 3 do mês e adiciona 7 nos dias: 02/02/2017 

A. Incorreta. Idade gestacional incorreta

B. Incorreta. Idade gestacional e DPP incorreta

C. Incorreta. Idade gestacional e DPP incorreta

D. Incorreta. Idade gestacional e DPP incorreta

E. Correta. A DPP está certa em 02/02/2017

Visão do aprovado: questão direta, mas cuidado para não se confundir nos cálculos! Atenção e velocidade nessas questões.

Nível de dificuldade: Fácil

Gabarito: E

Questão 5

Sírio 2021 – Gestante, refere menstruações regulares e que a data de sua última menstruação foi no dia 28/10/2020, com duração de 5 dias. Teve relação sexual no dia 10/11/2020 com o parceiro A e no dia 20/11/2020 com o parceiro B. A data provável do parto e o pai biológico são, respectivamente:

A. 09/09/2021 − B.

B. 28/08/2021 − A ou B.

C. 04/08/2021 − A.

D. 04/09/2021 − A.

E. 09/08/2021 − B.

Comentário

Regra de Nagele para datação da data provável do parto: vamos somar 7 ao dia e somar 9 ou subtrair 3 do mês. 

A.  Incorreta. Essa é só acertar na matemática…

B. Incorreta. Também é impossível 28 + 7 dar 28 né.

C. Correta. Sua DUM é 28/10/20. Vamos somar 7 ao dia (28+7) e subtrair 3 ou somar 9 ao mês (10 + 9 ou 10 – 3). Só temos que lembrar que o mês 10 (outubro) tem 31 dias e, portanto, o mês vai virar. Ou seja, 7+28 (quebrando no 31) dá dia 4 do mês seguinte. E 10-3 daria mês 7, porém na conta do dia, o mês virou, então será mês 8. Considerando ciclos regulares, no dia da relação com o parceiro A a paciente estava exatamente no meio do ciclo, ou seja, no seu período fértil. Portanto, a DPP é 04/08/2021 e o pai é o A.

D. Incorreta. Só não pode errar na matemática e nem esquecer que os meses viram!

E. Incorreta. Nem a data e nem o pai estão certos.

Visão do aprovado: essa regrinha é clássica de prova e não pode esquecer! Regra de Nagele na datação da DPP! Tem que treinar e tem que lembrar que se a soma dos dias dão acima de 30 ou 31 (de acordo com o mês), vamos sempre adiantar a conta do mês para o mês seguinte.

Nível de dificuldade: moderado

Gabarito: C

E aí, o que achou das questões sobre data provável do parto comentadas?

Acertou todas? Precisa relembrar algum conceito? Ao estudar por questões, você descobre quais são os assuntos que realmente domina e quais requerem mais atenção durante o seu preparo para as provas de residência médica

Para aquecer para as provas, acesse nosso e-book gratuito com o Guia Estatístico da Unicamp. Aproveite e dê uma passadinha na Academia Medway para descobrir o que mais temos a oferecer para você! São conteúdos preparados especialmente para te ajudar a estudar com mais foco e fazer melhores escolhas de programas de residência. Confira!

Agora, se você quer ter opções de provas inteiras na palma da mão, você pode baixar o app Medway – Residência Médica e treinar a qualquer momento, de qualquer lugar! São mais de 3 mil questões que você pode resolver, selecionando listas por instituição, por edição de prova, por tema, por nível de dificuldade e por tipo de pergunta. Oferecemos diversas possibilidades para que você monte uma trilha de estudos personalizada para a sua necessidade! O download do app da Medway é gratuito via Android ou iOS, mas você também pode acessá-lo pela versão para desktop. Faça bom proveito dessa ferramenta e utilize o app da Medway para chegar mais perto do seu sonho!

É isso galera! Até a próxima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.