Carregando

O que é Medicina do Esporte: saiba tudo sobre essa especialidade

A Medicina do Esporte é uma especialidade em constante crescimento no Brasil. Ela é uma grande aliada de outras áreas, como a Cardiologia, a Ortopedia, a Geriatria e a Reumatologia. Engana-se quem pensa que sua abrangência está somente em clubes de esportes e atletas.

Muita gente precisa de um médico do esporte para ajudar no tratamento de uma série de doenças. Ou mesmo para ter mais qualidade de vida e ajudar a prevenir problemas. Sendo assim, esse é um profissional que trabalha diretamente com a promoção da saúde e a orientação médica sobre a prática desportiva.

Que tal descobrir mais detalhes sobre a Medicina do Esporte? Essa pode ser a especialidade certa para você! Veja todos os detalhes sobre o assunto a seguir.

O que é Medicina do Esporte?

A Medicina do Esporte tem como objetivo investigar a influência dos exercícios físicos sobre pessoas sadias ou doentes. E, assim, prevenir, tratar e reabilitar lesões, dores crônicas e patologias variadas.

Se o paciente apresenta algum problema, o médico do esporte recomenda atividades adaptadas ou técnicas adequadas para cuidar dele da melhor maneira possível. Essa orientação ainda serve para evitar o surgimento de outras doenças ou que novas lesões aconteçam.

Durante a prática dos exercícios, o médico também acompanha os resultados por meio de exames e avaliações. Verifica o desempenho do paciente, em quais âmbitos ele apresentou melhorias, além de averiguar qual é a capacidade de esforço do coração, da circulação e do metabolismo.

Dessa maneira, constata a evolução do paciente ou identifica o que é preciso fazer para ajustar a rotina prática às suas necessidades. Quando o trabalho é voltado para atletas, essa especialidade estuda também o tratamento de lesões, a orientação antes e depois de atividades físicas, o diagnóstico do tipo de esporte ideal para cada pessoa conforme seu biotipo, recomendações a respeito de hábitos diários e de alimentação, controle de métodos esportivos, entre outros.

Como é a rotina do médico do esporte?

A rotina do médico do esporte é repleta de atendimentos. Ele não atua diretamente em operações, mas volta sua atuação para a fisiologia do exercício. Por isso, costuma trabalhar em clubes esportivos, com uma visão voltada para tratar e prevenir lesões dos atletas.

Nesse caso, é possível que ele tenha que organizar o dia a dia do departamento médico. Além de realizar o monitoramento individual de cada atleta, de acordo com a demanda. É esse profissional que orienta discussões a respeito do momento certo para poupar um ou outro esportista, de acordo com a situação de saúde que ele apresenta.

O médico do esporte também pode trabalhar em hospitais ou clínicas. Seu trabalho normalmente acontece quando o paciente recebe o encaminhamento de outro especialista. Por exemplo, um indivíduo que sofreu um infarto pode ser encaminhado para a Medicina do Esporte para ter a prescrição correta da quantidade de exercício saudável para uma reabilitação plena.

Pode ser também que o médico do esporte seja procurado primeiro nesse atendimento e, diante de algum problema constatado, ele é que encaminha o paciente para outro especialista. Dessa maneira, o profissional realiza um trabalho multidisciplinar.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho é próspero para a Medicina do Esporte. Hoje, existem menos de 1.000 médicos no país que se dedicam a essa residência. Com base em dados do documento Demografia Médica, em 2018 existiam apenas 869 especialistas na área.

Isso significa que, se você procura por oportunidades, investir nessa área médica é uma boa opção. A demanda por médicos do esporte está cada vez mais alta, porque as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a sua saúde pautada na prática de exercícios físicos.

Além disso, é sempre importante lembrar que nosso país tem a tendência de valorizar bastante as mais diferentes modalidades esportivas. Sendo assim, o profissional pode ter a chance de atuar com atletas e times e ajudá-los a alcançar bons resultados (e até trazer medalhas para o Brasil, não é mesmo?).

Quanto ganha um médico do esporte?

Os salários para o médico do esporte variam. Em média, um recém-formado recebe cerca de R$ 6.000 por mês. Um médico experiente, por sua vez, pode alcançar ganhos de até R$ 17.000. Esses são dados recentes, recolhidos pelo site Trabalha Brasil que teve como referência o salário de pouco mais de 100 médicos da área.

Como é a residência em Medicina do Esporte?

A residência em Medicina do Esporte é oferecida por quatro grandes universidades brasileiras: a Universidade de São Paulo (USP), a Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp), a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Universidade de Caxias do Sul (UCS). São três anos de curso, e a residência tem acesso direto.

Durante o tempo de treinamento e serviço, o residente passa por diversas áreas. A começar pela Clínica Médica e pela Pediatria. Na medida em que se desenvolve por meio de atividades práticas, ambulatoriais e teóricas, ele passa a atuar diretamente na prevenção e no tratamento de lesões e na prescrição de exercícios específicos para diferentes perfis de pacientes.

Para completar, o residente passa por estágios e tem a prática acompanhada por preceptores, em geral médicos renomados na área de estudos. É um período de muitos desafios, mas com experiências muito importantes que possibilitam o trabalho futuro em delegações nacionais e internacionais, ou mesmo na carreira médica na rede pública ou particular.

Quanto ganha um residente de Medicina do Esporte?

O residente em Medicina do Esporte ganha uma bolsa que varia conforme a instituição. Ela pode começar em R$ 2.938,00 e chegar a R$ 4.058,00 em média. Também de acordo com a instituição, outros benefícios são fornecidos, como a alimentação e as férias remuneradas. Essas informações estão atualizadas pelo site Vagas.

E então, curtiu saber um pouco mais sobre o que a Medicina do Esporte oferece? Se você pensa em seguir essa carreira, saiba que fez uma excelente escolha! Mas é preciso se preparar para as provas de residência, certo?

Para isso, não deixe de conferir nossos Guias Estatísticos na Academia Medway! Com eles, você consegue planejar seus estudos de forma mais eficiente e direcionada para a sua instituição de preferência. Foco!

É isso!

E então, gostou de saber mais sobre o que é Medicina do esporte e tudo o que esse caminho oferece para o profissional? Com todas essas informações em mãos, ficará mais fácil descobrir se essa especialidade é mesmo a certa para você. Caso queira mais opções, pode ler também o artigo sobre o endocrinologista esportivo que fizemos aqui no Blog!

E assim que você decidir, já sabe, não é mesmo? Estudar! Na reta final da preparação para a residência, você pode contar com conteúdo específico e focado justamente na instituição que você escolheu. Na Academia Medway temos diversos conteúdos gratuitos pra você conferir, como o Guia Estatístico da Unicamp, nosso e-book gratuito que mostra os assuntos que mais caíram na prova nos últimos anos! Você também pode conferir outros conteúdos de outras instituições!

Ah, e se você quer saber ainda mais sobre o assunto, é bom dar uma olhada no podcast Finalmente Residente. Nele, recebemos convidados que falam sobre suas vivências nas mais variadas residências e instituições do país! O mais interessante nisso tudo é que você pode ouvir a voz da experiência e conhecer os principais aspectos dessa etapa por meio de quem vive (ou viveu) com afinco a vida de residente. o Luiz Mendes, por exemplo, contou um pouco pra gente sobre a residência em Medicina do Esporte na USP. Ele é fera, então, corre lá pra conferir!

Até a próxima, moçada!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
MicaelHamra

Micael Hamra

Nascido em 1991, médico desde 2015, formado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA) e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) finalizada em 2018. "Nunca quis seguir o fluxo. Sempre acreditei que existe uma fórmula do sucesso para cada um de nós. Se puder conquistar sua mente, poderá conquistar o mundo."