Como se organizar para estudar para a residência médica

Estudar, em geral, não é algo fácil — seja para o vestibular, para a residência ou qualquer outra coisa. Dificuldades nesse sentido geralmente nos acompanham de forma contínua, e só deixam de ser problema quando são abordadas diretamente, ou seja, quando você para pra pensar e descobre a melhor maneira de como se organizar para estudar.

Claro que, como já mencionamos em outras ocasiões aqui no blog, questões como essa não têm uma única resposta possível, pois pessoas diferentes têm objetivos diferentes, e objetivos diferentes requerem métodos diferentes. E reconhecer isso é exatamente o primeiro passo para se organizar.

Os passos seguintes não têm tanto uma noção de “ordem”, mas são importantes de se pensar assim mesmo: qual especialidade você vai fazer? Onde você pretende se especializar? Responder a essas questões já permite que você afunile seus estudos com um direcionamento que é mais eficaz para tal especialidade e tal instituição, de diversas maneiras: verificando o que foi cobrado em processos seletivos anteriores, como funciona a seleção, se o modelo de prova exige uma preparação diferenciada, e por aí vai.

Se fazer e, principalmente, responder a essas perguntas, é o que te fornece as informações que vão definir o foco dos seus estudos. Por exemplo: a residência que você optou por fazer tem prova prática? Então você já pode buscar saber quais as estações que mais caem, e estudar a partir delas. Tem entrevista? Então você também vai precisar investir na preparação para essa fase. Como é a prova teórica? Quais os principais temas dela, e quais são os seus pontos fortes e fracos? Essas não são as únicas perguntas, mas deu para pegar o jeito, né? 

No entanto, pode ser que você esteja procurando diretrizes mais práticas, e isso não é problema. Nesse post, nós vamos te dar algumas dicas para que você entenda melhor, afinal, como se organizar para estudar para a residência médica. Vamo lá?

Para muita gente, existe uma dificuldade no que diz respeito a como se organizar para estudar para  a residência ou para qualquer outro objetivo

Como se organizar para estudar: 9 dicas

Faça um planejamento

É válido começar por essa dica pela simples razão de reforçar o que dissemos no começo do texto: o primeiro passo quando o assunto é como se organizar para estudar é se fazer — e responder — as perguntas que vão te dar o direcionamento necessário. Em outras palavras, o primeiro passo é fazer um planejamento, pois ele te permite definir prioridades, algo muito importante para fazer o melhor uso do seu tempo.

Nesse sentido, vale a pena mencionarmos os cronogramas de estudo. Não vamos nos alongar demais nesse tópico aqui, pois já falamos muito sobre cronogramas em outro post, mas para não te deixar no vácuo, a ideia central é: se serve para todo mundo, não serve para você. Seguir cegamente o cronograma do cursinho pode acabar sendo prejudicial para você, pois muitas vezes não vai atender à sua demanda específica! É o famoso bloqueio da boiada, um dos 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência.

A partir disso, cabe a você definir o que é importante, o que é urgente, o que é ambos e o que não é nem um nem outro.

Mais uma dica valiosa: sempre recomendamos priorizar Preventiva, GO e Pediatria! Essas três áreas tendem a ter o melhor custo-benefício entre as grandes áreas — e custo-benefício é a palavra-chave na hora de estudar.

Gerencie seu tempo

Tendo em mente o que é urgente e o que é importante, você passa a ter uma nova tarefa: dividir o seu tempo de acordo com essas tarefas, uma parte muito importante de como se organizar para estudar. Mas não entenda mal: a vida não é só estudo

Quando falamos em “definir o que é urgente e importante”, não estamos descartando tarefas, por exemplo, domésticas. Para muita gente, vai ser necessário separar um tempo para arrumar a casa, preparar o almoço, coisas que também não deixam de ser urgentes ou importantes

É bem comum sentir dificuldades na hora de fazer esse tipo de gerenciamento, mas a boa notícia é que não faltam ferramentas para te auxiliar. Algumas das que recomendamos são os apps Evernote e Sunrise Calendar, mas você pode dar uma olhada no nosso post com os melhores apps para estudar para a residência, pois sugerimos vários por lá!

Treine com provas anteriores

Mais uma dica que pode — e provavelmente vai — te ajudar muito é a de fazer provas antigas e usá-las como direcionador. O ponto forte dessa prática é que edições anteriores das provas permitem que você identifique suas fraquezas já dentro do contexto da instituição na qual você quer fazer sua especialização.

Pense da seguinte maneira: se você gastar todo o seu tempo para uma prova nos moldes da prova do SUS-SP, como acha que vai ser seu desempenho em uma prova de multimídia como a da Unifesp ou do IAMSPE?

Vale ressaltar, no entanto, que não vale a pena ir a edições tão antigas assim, também. Provas podem mudar, e é bem provável que os conteúdos cobrados há 10 anos tenham sofrido mudanças no meio tempo.

Converse com quem passou pelo processo

Essa é bem autoexplicativa. As melhores pessoas para te servirem de inspiração, para você tomar como exemplo, são exatamente aquelas que já atingiram os objetivos que você tem. Busque entrar em contato com veteranos que estão na mesma especialização e na mesma instituição que você deseja, e converse com eles, tente entender o que eles fizeram nas próprias rotinas, pergunte a eles como foi esse processo de como se organizar para estudar para a residência médica.

Não tenha vergonha, busque se informar!

Assista a provas comentadas

Da mesma forma que a execução de provas antigas, assistir a correções comentadas de provas que você pretende fazer é uma maneira de exercitar seu conhecimento sobre aquele exame e de identificar os seus pontos fracos e fortes — algo que, como já dissemos, vai te dar um direcionamento que otimiza o seu tempo de estudo.

Nós aqui da Medway, inclusive, estamos fazendo a correção comentada das provas que têm rolado nas últimas semanas! Já publicamos a correção das provas da Unifesp, do IAMSPE e da Santa Casa, mas fica atento que vamos continuar postando as correções das provas de todas as principais instituições de São Paulo.

Separe um espaço de estudos

Apesar de você ter a habilidade de controlar muitos dos fatores que determinam toda a questão de como se organizar para estudar, não dá para negar: algumas coisas realmente fogem ao nosso controle. ‘Geralmente, essas são condições externas, como por exemplo barulho ou muita movimentação nos arredores.

No entanto, por mais que não seja possível necessariamente controlar esses pontos, você tem a oportunidade de “contorná-los”. Algumas das dicas que já demos são o uso de protetores auriculares ou de música — seja na forma de canções propriamente ditas, playlists específicas para foco ou até ruído branco —, mas também existem apps que podem te ajudar com isso. 

Experimente diferentes ferramentas e veja o que funciona melhor para você!

Faça resumos e fichamentos eficientes

Uma das dicas mais importantes de todas quando se pensa em como se organizar para estudar para a residência! É importantíssimo saber fazer bons resumos, e felizmente nós temos como te ajudar com isso. Antes de tudo, algumas coisas que não recomendamos por aqui: mapas mentais e flashcards

Mapas mentais, apesar de terem uma premissa muito interessante, consomem muito tempo para serem bem feitos. Considerando que todo o foco do estudo tem de ser baseado em buscar o melhor custo-benefício possível, os mapas mentais acabam caindo por terra, pois têm um custo grande demais para um benefício que não é inigualável. Além disso, não vale a pena utilizar mapas prontos, pois toda a eficácia de um mapa mental vem da ideia de que ele tenha sido feito por você mesmo.

Flashcards, por outro lado, têm cenários em que podem ser uma boa opção. Geralmente eles caem bem na própria revisão, mas sem ser um método principal de estudo. No entanto, não costumamos recomendar seu uso por duas razões: a primeira é que o fundamento das flashcards é o de eles serem algo curto, um esquema meio binário de pergunta e resposta, e para exames que exigem pensamento crítico, esse tipo de sistema não é benéfico. No entanto, dependendo do tipo de prova para a qual você vai prestar, pode ser que isso não seja um impedimento.

Mesmo assim, tem um segundo ponto: flashcards, assim como mapas mentais, consomem algum tempo para serem feitos — embora existam aplicativos, como o Anki, que podem te ajudar a otimizar esse processo.

O que nós recomendamos, aqui na Medway, é a adoção do sistema de estudo ativo. Basicamente, ele funciona da seguinte maneira:

  • primeiro, você assiste às aulas do cursinho;
  • em seguida, realiza de 10 a 20 questões da apostila específica do conteúdo antes de começar os estudos;
  • depois, faz a revisão do caderno de aula, para correlacionar os assuntos que mais caem;
  • caso não tenha domínio nenhum do assunto, você pode ler a apostila;
  • faça mais 50 a 80 questões para consolidar o conteúdo;
  • revise mentalmente.

Obviamente, você não precisa repetir esse processo para todos os conteúdos. Busque identificar os pontos em que você tem mais dificuldade e, então, se dedique a eles através do estudo ativo!

É essencial ser eficiente quando o assunto é como se organizar para estudar

Prepare-se psicologicamente para o dia da prova

Essa dica é valiosa, principalmente agora que estamos em época de provas. É importante sempre se lembrar de que, se você estiver seguindo esses passos, já está fazendo o máximo que consegue. Lembre-se: todo mundo está nervoso e ansioso, que nem você. Não fique se comparando ou pensando no que os outros estão fazendo, e busque chegar na prova com a consciência de que deu o melhor de si!

Cuide da sua saúde mental: descanse!

Por fim: não exija demais de si mesmo! Claro que é importante usar seu tempo da melhor maneira possível, mas isso não é sinônimo de ficar virando noites até o último dia. Na hora de pensar em como se organizar para estudar, é importante também separar um tempo de descanso. Afinal de contas, você é apenas humano!

Não deixe de sair com amigos e de fazer hobbies e outras atividades de que você gosta. Apenas saiba administrar seu tempo de forma a priorizar os objetivos mais importantes de cada momento!

Enfim, é isso! Essas foram as nossas dicas de como se organizar para estudar!

Esperamos que essas dicas te ajudem a melhorar a qualidade dos seus estudos! Sabemos que não é um processo fácil aplicar todas essas mudanças, mas não desanime. Mesmo porque, para sua sorte, temos uma notícia que pode ser boa!

Estamos falando do retorno da Mentoria da Medway, o nosso curso online de preparação para as provas teóricas de residência médica! Nele, você aprende técnicas avançadas de preparação e organização dos estudos para superar bloqueios, ganhar confiança e conquistar a tão sonhada aprovação! Dá uma conferida!

Até a próxima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.

1